Daniel Correa Silveira

1 - 25 do total de 58 pensamentos de Daniel Correa Silveira

Não se felicite por me deixar para trás. Lembre-se que aprecio tanto a beleza do seu dorso quanto o brilho dos teus olhos.

Daniel Correa Silveira

Não permita que o avesso, norteando a teu lado, acabe por sufocar minha ânsia de de acompanhar pelo sempre

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

E se, com o tempo, vier o tempo nos cobrar pelo tempo que desperdiçamos?
Que seja leve o preço a pagarmos por nosso destempero

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Que me abstenha o destino de repousar senão em teus lábios

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Toda discussão é inócua quando os pensamentos se tornam convicções.
Para alguns, ambas as posições estarão equivocadas; Para os mesmos, ainda, estarão acertadas eternamente.
As convicções são o engessamento do intelecto.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Juras de amor eterno são a primeira evidência de um sentimento volúvel.
Jamais se saberá o que se está a sentir, quando realmente se sente.
Se possível for a certeza de que se ama, é porque já amou no passado.
Flexão verbal incompatível com a eternidade.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Lamentável a ideia de que seja possível buscar a felicidade, eis que somente se pode buscar aquilo que se tem certeza existir.
Se certeza existisse, bastaria toma-la de pronto para si.
A verdade - jamais soberana, é claro - é que a felicidade está em cada passo da sua ilusória busca.

E salve Lord Byron

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Imagine que a resistência, consciente ou não, ao ditado amadurecimento, guarde profunda relação com o incansável inconformismo diante da concepção ignóbil acerca da maturidade.
Aos pobre olhos das convencionais faces, surge a comodidade da condicionada prática de ignorar, com pretensa superioridade, tudo o quanto não se mostram capazes de compreender.

A ignorância, na verdade, é a maior aliada do convencionado amadurecimento.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Por vezes me parece que o destino é um livro de páginas desencontradas, mal escritas e absurdamente confusas; ouso imaginar que o verdadeiro mérito do ser humano é reordenar – ou ao menos pôr alguma ordem – à tão mal editada obra a que chamamos de destino.

Não há meios de “mudar” o que está escrito ... ao menos em seu conteúdo. Dedicar cada dia a reorganizar, em benefício próprio, a forma como foram por alguém lançadas as palavras: eis a lógica da vida!

É de louco que será taxado aquele reordena o destino que o cerca ... afinal, aos “normais”, é mais cômodo percorrer as tortuosas e desencontradas páginas do “livro”. Mais prático e convencional é travestir de loucura o inconformismo alheio.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

E se, por algum instante, o inatingível estivesse próximo? Neste instante, pelo menos, derrubado estaria o conceito da impossibilidade.
Afinal, o que vem a definir o impossível? Seria a consciência da própria incapacidade?
Se assim for, somente não se atinge aquilo para o que não se é capaz. Sendo claramente permitido se auto capacitar, é de se concluir que tudo é atingível.
Resta saber da viabilidade daquilo que se busca ... da real necessidade de se atingir algo que seja demasiado distante ...
Poder-se-ia desperdiçar o valoroso tempo na busca do inviável?
Nenhuma resposta ... continuemos então questionando acerca daquilo que nos julgamos profundos conhecedores.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Não existem muitas alternativas : cultiva e aguarda o florescer da rosa, se não te trazem plenitude os espinhos.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

E o que dizer da incapacidade de desvinculação do reconhecidamente idealizado estado de satisfação pessoal?
Auto flagelo?
Não. Não.
Somente os eternos contestadores, inconformados com a realidade que lhes é apresentada, ousam idealizar o utópico.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Mas quão formidável falta faz a tua presença nessa tão insolente ausência.
Ociosa espera permeada de desânimo; mas permanentemente desencorajada por sedizente imutável realidade

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

A cama fria é a
ostra vazia da
qual a pérola já
não lembra mais.
É a constante
incerteza.
O permanente infortúrio,
A tristeza de um beco;
o abandono do cais

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Será mais fácil acender o brilho em teus olhos do que afastar a sombra que possa os vir a ofuscar.
Abomine-se a habilidade em explorar pregressos desencantamentos.
Temei as vísceras da alma que se mostra iluminada.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Não existe fonte de luz capaz de acobertar a penumbra da distância.
Realidades imutáveis vinculam mais do que a ilusão da presença.
Indesejosa cadência de se querer.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

LISIANTHUS

Quando a ilusão se lança expectativa, passam os olhos a ocultar o sentido das intenções.

Os ocultos permanecem protegidos quando já alimentados no seio da adversidade

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

LISIMETRIA
Se tanto me encanta o teu encanto, que em breve seja esse encontro
Que ainda o mesmo gosto tenha tua boca,
A mesma excitação provoque teu seio
Tanto quanto eram, ávidas sejam tuas mãos

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

zwei brüder

De que adianta, questiono, escorrer por entre meus dedos, se logo abaixo terás outra mão minha te aguardando?
Quão fascinante é desviar do meu encontro se nunca tive dúvidas sobre onde te encontrar?
Face a face, bem sabes que não haverá jogos a serem jogados ...
nem tempo a ser desperdiçado.

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

pulchrum oculis

Que saibam todos quantos forem capazes de ouvir
Não há pedra que me impeça de te ter
Devaneio que te afaste de mim
Ou palavra que não possas ouvir

Cada sorriso teu é sopro em brasa que arde

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

As perdas estarão irremediavelmente assombrando a busca pelos acertos.
A inércia, por outro lado, barrará a experimentação, tanto de uns, quanto dos outros

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Gott in Fülle
Cálida se torna a noite fria, que nada fazia, que pouco insistia, na espera do doce toque de um beijo teu

Devaneio consciente na ciência de que, na via do ideal, a idealização pouco ambiciona se mostrar concretude

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Schlag
O golpe é tão devastador quanto a fraqueza de quem o recebe
Extrair o néctar das más intenções: eis o sumo da real sobrevivência
Temei sempre, e todo golpe te colocará uma posição a frente

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira

Verwirrung
Quando a névoa adversa conduz ao avesso, afronta a lógica a mais louca das intenções
Queima a tênue linha que margeia a razão
Consome o sono o sonho ainda não sonhado
Paradoxos reais.
Desejos furtivos.

Daniel Correa Silveira

darauf bestehen
Para toda insistência, há um limite
Nem toda perseverança é eterna
Nem todo desejo é inesgotável
Nem toda vontade se auto justifica.

Peço vênia, mas nunca foram por mim respeitados os limites
Desconheço o conceito do que não se mantém

Daniel Correa Silveira
Inserida por daniel-Jack-Silveira