Chiara Lubich

Encontrados 11 pensamentos de Chiara Lubich

Não há rosas sem espinhos', é um provérbio melancólico. Digamos em vez disso: 'Não há espinhos sem rosas'.

Chiara Lubich
103 compartilhamentos

Nada do que é feito por amor é pequeno

Chiara Lubich
105 compartilhamentos

Somente quem passa pelo gelo da dor chega à inocência do amor.

Chiara Lubich
24 compartilhamentos

Falemos sempre de qualquer pessoa como se ela estivesse presente.

Chiara Lubich
82 compartilhamentos

Quem poderá descrever as infinitas belezas e descobertas,
os horizontes sem limites que contempla uma alma
abandonada à aventura da vontade divina?

Chiara Lubich

O melhor acaba sempre acontecendo e o futuro é melhor do que qualquer passado

Chiara Lubich
71 compartilhamentos

…se tentares viver de amor, perceberás que, aqui na terra, convém fazeres a tua parte. A outra, não sabes nunca se virá, e não é necessário que venha. Por vezes, ficarás desiludido, porém jamais perderás a coragem, se te convenceres de que, no amor, o que vale é amar…

Chiara Lubich
203 compartilhamentos

O santo é aquele que ama sempre. Amando, descobre nos outros o plano de Deus e os ajuda a realizá-lo.

Chiara Lubich
50 compartilhamentos

Veja, eu sou uma alma que passa por este mundo. Vi muitas coisas belas e boas, e fui sempre atraída somente por elas. Um dia (dia indefinido) vi uma luz. Pareceu-me mais bela do que as outras coisas belas e a segui. Percebi que era a Verdade

Chiara Lubich

A caneta não sabe o que deverá escrever, o pincel não sabe o que deverá pintar e o cinzel não sabe o que deverá esculpir. Quando Deus toma em suas mãos uma criatura, para fazer surgir uma obra Sua na Igreja, a pessoa escolhida não sabe o que deverá fazer. É um instrumento. Creio que este é o meu caso.

Chiara Lubich

"… se tentares viver de amor, perceberás que, aqui na terra, convém fazeres a tua parte. A outra, não sabes nunca se virá, e não é necessário que venha. Por vezes, ficarás desiludido, porém jamais perderás a coragem, se te convenceres de que, no amor, o que vale é amar…"

Chiara Lubich