Bert Hellinger

Encontrados 13 pensamentos de Bert Hellinger

“Não há um modelo a ser seguido para alcançar a felicidade. Existe a felicidade das crianças, que brincam esquecidas de si mesmas, ou dos apaixonados. Tudo isso é muito bonito. Mas, nesse sentido, realização não é felicidade. É estar em harmonia com a grandeza, mas também com o sofrimento e com a morte. Isso possibilita um reconhecimento profundo, dá peso e serenidade. É algo bem tranqüilo. É a felicidade como conquista. E não tem a ver com ficar esquecido. Tem a ver com a força interior.

Bert Hellinger

"Muitas vezes a boa solução é difícil, pois nos faz perder a importância."

Bert Hellinger

Vou compartilhar o segredo de como eu constelo. Sempre faço só uma constelação. Nela todo o essencial, o decisivo sai à luz. Um constelador deve de ter claro que: "A felicidade se logra quando primeiro se vai até a mãe".

Bert Hellinger
Inserida por lyne-sena

O ser e o não-ser

A pessoa que se decide a favor de algo, por regra geral tem que renunciar a outra coisa em troca. Aquilo pelo que se decide é aquilo que É, aquillo que se realiza. En relação com o que é e se realiza, o outro, quero dizer, aquilo ao que a pessoa renuncia, é como um NÃO-SER. Portanto, todo ser que existe e se realiza, está rodeado de un não-ser, de uma existência não realizada, sem a qual não seria concebível. Não se trata de um nada, apenas de um não-ser. Agora bem, se menosprezo aquillo que constitue o não-ser para meu ser, este não-ser diminui meu ser.
Se, por exemplo, uma mulher se decide a favor de seguir uma carreira profissional, em lugar de formar uma familia e ter filhos, e considera inferior à família e ao feito de casar-se e ter filhos, então esta parte de sua existência que permanece sem realizar diminue aquilo que ela escolheu; vai se reduzindo. Porém, por outro lado, se ela valoriza a parte não realizada de sua existência, sacrificada pelo bem de sua carreira, então este não-ser inclusive acrescenta algo a aquilo que ela escolheu, permitindo que cresça e aumente.

"A vida que poderia ter sido está escondida na vida que é."
NJABULO SIMAKANHLE NDEBELE
Acadêmico, literato e escritor sul-africano.

Bert Hellinger
4 compartilhamentos

A Grandeza - por Bert Hellinger

Grande é apenas aquele que se sente igual aos outros, pois a maior grandeza que possuímos é aquilo que compartilhamos com todos os seres humanos. Quem sente essa grandeza dentro de si e a reconhece se sabe grande e, ao mesmo tempo, conectado a todos os outros seres humanos. (...) Ele ama os outros na grandeza destes e é amado por eles devido à sua própria grandeza. Por isso, essa grandeza une todos os seres humanos com humildade e amor.
Quem se exalta sobre outros perde a ligação com estes. Ele se retrai deles, e eles por sua vez se retraem. Por isso essa presunção causa solidão e desconfiança. Quem se exalta deve temer que os outros o rejeitem, que esperem secretamente que caia de sua altura presunçosa, até que volte a ser igual aos outros. Sim, ele mesmo espera secretamente por essa queda, porque a própria alma não suporta essa presunção por longo tempo. Ele acaba cometendo erros incompreensíveis a estranhos, mas que estão em harmonia com sua alma. (...)
A verdadeira grandeza é exigente, porém de uma maneira benfazeja, pois do mesmo modo que ela reconhece os outros, espera esse reconhecimento também por parte deles. Essa exigência beneficia a todos. Ela une onde a exigência presunçosa ou a que se recusa à ação grandiosa separa.
Faz parte da grandeza que eu reconheça em mim aquilo que de especial me foi dado e, ao mesmo tempo, aquilo que é especial em cada outro ser humano. Por isso também o especial é algo comum a todos os seres humanos e une, ao invés de separar, porque também o especial está a serviço do todo. Por isso o especial é mesmo, onde parece ser diferente, no todo, igual a qualquer outro.

Bert Hellinger
3 compartilhamentos

O que está em vida é inacabado. Os mortos são completos. A ânsia por perfeição é, na verdade, na profundeza, uma ânsia pela morte. Para que fiquemos em vida, temos que respeitar o inacabado.

Bert Hellinger, em "A Fonte não precisa perguntar pelo Caminho"

Bert Hellinger

A felicidade é muitas vezes sentida como perigosa porque traz solidão. O mesmo se passa com a solução: é tida como perigosa porque traz solidão. No problema e na infelicidade temos companhia. O problema e a infelicidade se associam a sentimentos de inocência e fidelidade. A solução e a felicidade, ao contrário, estão associadas a sentimentos de traição e culpa. Por isso, a felicidade e a solução só são possíveis quando enfrentamos esse sentimento de culpa.

__ Bert Hellinger, sobre a felicidade que dá medo, em "Ordens do Amor.

Bert Hellinger

Toda pessoa que lamenta, não quer agir. Todo consolo para alguém que se lamenta apóia a sua não-ação.

Bert Hellinger

"Vou contar uma história. Alguém estava viajando de trem num vagão-leito. Estava no leito debaixo e, em cima, havia alguém que ficava dizendo: "Estou com tanta fome, estou com tanta fome". O passageiro debaixo foi até o vagão restaurante e lhe trouxe algo para comer. Passado algum tempo, o passageiro de cima, começou novamente::"Eu estava com tanta fome, eu estava com tanta fome".

__ Bert Hellinger, em "Olhando para a alma das crianças".

Bert Hellinger
Inserida por lyne-sena

"Agora fechem novamente os olhos. Olhemos para os olhos de cada pessoa que é intimamente ligada a nós. A cada uma delas dizemos 'Sim'. Esse 'Sim' vem imediatamente a mim a partir de uma outra força, de uma força eterna. Tudo que até agora rejeitamos é iluminado por uma luz que vem de longe, por uma luz que diz a tudo que está em nós: 'Esta luz vem de mim. Tome-a e passe-a adiante'.
__ Bert Hellinger, em "As Igrejas e o seu Deus".

Bert Hellinger

“Sinta o que aconteceria na alma se você imaginasse crianças dizendo para seus pais: 'Aquilo que você me deu, primeiramente, não foi correto, e segundo, não foi suficiente. Vocês ainda me devem'.
O que estas crianças têm de seus pais quando sentem as coisas desta forma? Nada. E o que os pais tem de suas crianças? Também Nada. Tais crianças não conseguem se separar de seus pais. Sua demanda e suas acusações os ligam de tal forma a seus pais que, apesar de estarem vinculados com seus pais, é como se não tivessem pais. Elas se sentem vazias, carentes e fracas.
(...) que as crianças tomem de seus pais, aquilo que estes podem dar, da forma que vier”.

Bert Hellinger

Algumas pessoas continuam acenando para o velho trem quando o novo já estacionou na plataforma.

Bert Hellinger

As chamadas “ovelhas negras” da família são, na verdade, caçadores natos de caminhos de libertação para a árvore genealógica.

Os membros de uma árvore que não se adaptam às normas ou tradições do sistema familiar, aqueles que desde pequenos procuravam constantemente revolucionar as crenças, indo na contramão dos caminhos marcados pelas tradições familiares, aqueles criticados, julgados e mesmo rejeitados, esses, geralmente são os chamados a libertar a árvore de histórias repetitivas que frustram gerações inteiras.

As “ovelhas negras”, as que não se adaptam, as que gritam rebeldia, cumprem um papel básico dentro de cada sistema familiar, elas reparam, apanham e criam o novo e desabrocham ramos na árvore genealógica.

Graças a estes membros, as nossas árvores renovam as suas raízes. Sua rebeldia é terra fértil, sua loucura é água que nutre, sua teimosia é novo ar, sua paixão é fogo que volta a acender o coração dos ancestrais.

Incontáveis desejos reprimidos, sonhos não realizados, talentos frustrados de nossos ancestrais se manifestam na rebeldia dessas ovelhas negras procurando realizar-se. A árvore genealógica, por inércia quererá continuar a manter o curso castrador e tóxico do seu tronco, o que faz a tarefa das nossas ovelhas um trabalho difícil e conflituoso.

No entanto, quem traria novas flores para a nossa árvore se não fosse por elas? Quem criaria novos ramos? Sem elas, os sonhos não realizados daqueles que sustentam a árvore gerações atrás, morreriam enterrados sob as suas próprias raízes.

Que ninguém te faça duvidar, cuida da tua”raridade” como a flor mais preciosa da tua árvore. Tu és o sonho de todos os teus antepassados.

Bert Hellinger

Bert Hellinger