Alice H.

Encontrados 16 pensamentos de Alice H.

Fotografei seu sorriso naquele dia em que te seqüestrei. Fotografei suas mãos passeando pelo meu corpo. Fotografei suas costas largas enquanto dormia. Fotografei seu choro na despedida. Fotografei sua embriaguez no dia em que cortou o dedo. Fotografei sua cara de prazer numa daquelas noites. Sem câmera. Guardei tudo no lugar mais seguro, onde ninguém poderá tirar de mim. Nem eu conseguiria, mesmo que quisesse. Impossível rasgar memórias, impossível queimar lembranças, impossível jogar fora o que minha mente registrou.

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Eu fui uma criança birrenta, eu cresci fazendo birra pra vida e pra todo mundo, porque por mais que eu lutasse por espaço, a minha glória era a luta. Era a luta que me movia, independente do prêmio. E o prêmio era o meu lugar. E eu nunca soube, de fato, qual era/é o meu lugar."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

Eu travei uma luta diária, onde eu era a vilã, quis me reafirmar o tempo todo, tinha nojo do meu lado homem e no entanto não conseguia me livrar dele. Eu precisava de um homem de verdade pra despertar em mim a vontade de querer ser mulher de verdade. Mulher com frescuras, mulher frágil, mulher carente. Mulher. E mais, eu precisava ser mulher pra mim e achar isso bonito, como eu tenho achado. Desde o perfume que eu me esquecia de passar até as gírias idiotas que eu tenho me controlado pra não falar. Tem sido mais fácil agora, bem mais fácil. Eu não quero mais ser o que eu não posso ser. Porque, finalmente eu aceitei que “justo a mim me coube ser eu!”
(trecho entre aspas são das tirinhas da Mafalda)

Alice H.

"Comigo, todo sentimento vira poesia ou prosa. Se me seguro pra não chorar, minhas lágrimas viram palavras no papel em branco, se me seguro pra não explodir em raiva, meu sangue que ferve vira palavra que mancha o papel, se me seguro pra não gritar de tanta alegria, meu grito ensurdece e vira tinta que colore o mundo."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Eu construo castelos mesmo sabendo que eles, cedo ou tarde, irão desmoronar. E eu reconstruo um por um, incansavelmente, porque eu sei que um dia a vida vai se cansar de brincar de esconde-esconde comigo e vai entender meus milhões de sorrisos e me sorrir de volta."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Dentro do último castelo que desmoronou, vou lhes contar um segredo, ninguém suspeita, mas dentro daquele castelo tinha gente. É, eu estava lá, porque - iludida que sou - achei que aquele castelo havia sido construído sobre o melhor alicerce e que por isso eu não deveria ter medo e poderia morar dentro dele como princesa em conto de fadas. Mas, diferente dos contos, o príncipe fugiu e eu não sei ainda se ele fugiu por medo de não saber o que fazer comigo ou por não saber o que fazer com ele. E ele não quis me salvar, acho que ele não sabia que lá havia espaço pra ele, que o castelo era enorme o suficiente pra abrigar, não só ele, mas os dragões que ele havia matado pelo caminho, seu cavalo branco, suas histórias, seus amores passados, suas feridas antigas. Ele não sabia que ali havia espaço pra tanto e que eu poderia ensiná-lo a recomeçar, porque eu havia construído aquele castelo com tanto zelo especialmente pra ele. E eu achando que aquele príncipe me merecia e que eu o merecia também e que era muito justo a gente junto. Mas ele não poderia me salvar, sem antes salvar o seu próprio castelo, porque afinal de contas – sim, ele também tinha um castelo. E meu egoísmo não me deixou ver que quem precisava ser salvo era ele. E eu não tive tempo pra dizer que, por eu gostar tanto assim dele, eu saltaria da torre do meu castelo e o ajudaria a reconstruir o seu...
Ele foi embora e eu fiquei com as ruínas de mais um castelo,achei que tinha perdido tudo, e pensei que meu mundo tinha desmoronado e perdi o chão e achei a vida injusta e cá estou eu, incrivelmente renovada.
Ele – o príncipe não sabe, mas eu guardei todas as pedras daquele castelo e posso construir outro inteirinho só pra ele, se um dia ele voltar...
Enquanto isso, eu reconstruo o meu!"

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka
1 compartilhamento

"Nada melhor que esperar o dia inteiro pra ouvir tua voz do outro lado da linha me perguntando como foi o dia. E quando nos encontrávamos, ver o seu sorriso lindo. E rir até das piadas mais sem graça. E sentir aquela saudade que chega a machucar, mas que vale a pena porque depois tem o reencontro. Essas pequenas coisas que nos fazem ter certeza de que viver é realmente INCRÍVEL. Ainda que a mesma boca que tantas vezes me tirou o fôlego, profira palavras que me façam chorar por dias. Ainda que esse mesmo sorriso que tantas vezes trouxe o meu sorriso à tona seja contraído longe de mim e perto de outras... Ainda que essa saudade doa e eu não saiba sequer se haverá um reencontro."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Quer um conselho de quem já quebrou a cara inúmeras vezes nessa vida, e ainda tem a certeza de que amar é a melhor saída? SE APAIXONE! E quebre a cara, e sofra. Porque isso é viver. Voce precisa reagir, ninguém vai viver sua vida por você. Você se esconde tanto atrás dos seus traumas que não se permite viver. Voce não machuca os outros, você so se machuca. Me diz se assim você vive em paz? "

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Tem gente que endurece com o tempo, que deixa de ver beleza nas coisas simples, que deixa de acreditar. Eu não sou tão inteligente assim. Certas coisas em mim são imutáveis. Minha essência sempre fica. Promete não ser tão inteligente?"

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"O frio começa a passar e ainda insisto em te querer e me assumo inteira sua.
Procuro meu celular... sabendo que não é nada inteligente de minha parte. Não consigo pensar muito a ponto de parecer inteligente – a tequila começa a fazer efeito.
Quero te ligar, mas não vou me render a um desejo que passa amanhã, porque sempre passa, eu sei. E sei mais, enquanto eu te imploro pra voltar – não só pra minha vida, mas pra minha cama – você me implora pra te deixar em paz!"

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Estou aqui pra dizer sem piedade tudo o que eu penso, quero cantar as músicas que eu ouvia enquanto seu abraço ainda estava ao meu alcance, quero confessar meus pecados, quero uma lista dos crimes que me acusam de ter cometido – mas, meu bem, já dizia a canção: ‘crimes perfeitos não deixam suspeitos’, quero que suspeitem da minha sanidade, quero que atestem minha falta de lucidez. E quero que fique bem claro: eu penso muito em você."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Tenho tentado fugir da dor me apegando ainda mais àquilo que eu trago de ruim. Trago o último cigarro com tanta vontade, que meu desejo de você quase se esvai e dá lugar ao meu vício. Quase. Eu não aprovo minhas atitudes. Não aprovo meu jeito de continuar. De fugir do mundo pra fugir da dor e me manter anestesiada. Te troquei por outros vícios."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Num belo dia o coração abre de novo as portas e se prepara e arruma a casa pra uma nova paixão. E toda aquela saudade vira só vazio.
Vai chegar um dia que pra me lembrar do seu rosto eu terei que ver suas fotos. Por enquanto vejo você em todo mundo. Por enquanto me controlo pra não ver suas novas fotos - não quero saber dos seus sorrisos contraídos longe de mim, embora continue querendo que você sempre tenha motivos pra sorrir e que seja muito feliz. Mas eu sei que uma hora vai passar. E eu não me perdoarei por ter deixado escapar por meus dedos e seus medos o rascunho de uma história que poderia ter se tornado a mais linda história das nossas vidas. (Se eu continuo exagerando assim, é porque ainda há algum sentimento – ou loucura, chame do que quiser.) E que minha loucura seja perdoada, porque eu fui capaz de perdoar sua covardia, e aceitar tua escolha, de respeitar tua confusão."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Entre um adeus e outro a vida perdeu a cor e ela se tornou uma daquelas pessoas cinzas que tanto lhe repugnavam. Que lhe dava enjôo. Mas ela já não sentia mais nojo dos milhares de seres cinzas que habitam o mundo, porque agora ela os compreendia, ela era um deles. São cinzas porque de tanto colorir suas vidas e as vidas de outras pessoas, acabaram-se os lápis coloridos e só lhe restaram o preto e o branco.
Se o seu coração ainda sentisse, se o seu coração ainda a ouvisse, ela certamente lhe suplicaria:
- Sinto muito, mas eu preciso que você volte a doer pra que eu volte a viver! Eu preciso sentir muito mais!"

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Tenho conversado com tanta gente, e ainda assim tenho me sentido tão distante de todo mundo. E como vê, voltei a escrever... e não sei dizer se isso é bom ou ruim. Você certamente achará isso legal. Porque eu sei que você gosta quando eu provo pra mim que quem manda aqui sou eu, e eu me mostro inteira, sem medo nem culpa. Porque você sempre sorri quando me vê vestida de mim, sem máscaras, sem enganos, sem meias-palavras! E é justamente no momento em que escrevo, quando eu poderia ser qualquer coisa, ser qualquer outra, que eu sou eu mesma."

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka

"Me lembrei agora, que você ri quando eu falo algo e te lembra a menininha de algum tempo atrás. Você diz com tanta certeza, como se fosse pra que nós dois acreditássemos: ‘você não mudou nada, né’. E eu concordo. "

Alice H.
Inserida por Taila-Ueoka