Alex Simas

Encontrados 7 pensamentos de Alex Simas

Teu eu meu...

Meus olhos têm a cor de quem te quer amar
Só amar um muito amar...

Minha boca tem o gosto do teu nome
Que se repete como refrão sem parar...

Minhas mãos têm o calor do teu corpo
Num queimar sem chama que reclama
O abraço que inflama.

Meus sonhos sonham os teus loucos devaneios
Animal sem arreio cavalgando universos ilusórios
Espalhando poeira de estrelas por caminhos
Ladrilhados de desejos.

Meu tempo corre por teus momentos
Em seculares segundos de saudade...

Minha voz grita teus sons que ecoam nos cânions
De meu coração, replicando em minha alma o
Chamado do teu...

Minhas asas voam teus caminhos por distancias
Das demoras ansiadas no tamanho dos jardins
Plantados em minha por tua alma...

Alex Simas
Inserida por jucicastro

Metades...

Traze-me tua sede, afoga-a em meu poço de desejos.
Cerra os olhos para que possas enxergar minha luz,
tudo que quero agora é um beijo seu, despudorado
molhado, melado com as lagrimas do reencontro.
Vem, deita comigo sobre os escombros da saudade,
o pó do passado é agora adubo para o novo jardim.
Rosas novas estão prontas para florir, com elas viram
também novos espinhos para novamente nos ferir.
Deixa que minha língua te seque o sangue nos dedos,
que meus beijos sejam o balsamo para tuas dores...

Acende novamente meu olhar no brilho de tua alma.
Gritemos nossos nomes em loucos sussurros roucos.
Areias do tempo não escoam por mãos entrelaçadas.
Hoje é nosso presente, ontem um quadro pendurado
nas paredes da lembrança, amanhã apenas um sonho.
Precisamos-nos, juntos somos metade, só somos nada...

Alex Simas
Inserida por jucicastro

Só pra dizer Te Amo...

Te falo de meu amor por metáforas
escritas em folhas soltas nos ventos
da saudade.

Te falo de coração que pulsa arrítmico
quando te pensa, te sonha em noites
insones.

Te falo do indizível, do indescritível
na língua dos homens, busco louco
por palavras não inventadas, versos
desconexos.

Te falo da solidão da distancia que dói
ao tempo que alimenta o desejo que
arde intenso.

Te falo de sentimentos em forma de
veleiros navegando por mares azuis
cruzando tempestivas paixões.

Te falo de minhas lagrimas choradas,
despejadas qual orvalhos sobre rosas
imaginadas em jardins de poesia.

Te falo por minhas letras através do
poeta que me habita cuja alma voa
apaixonada na eterna busca da tua

Te falo tudo e nada, minhas verdades
em metáforas, sentimentos calados,
espalhados em versos que resume tudo
em uma única frase...
... Eu te Amo !

Alex Simas
47 compartilhamentos

Eu te amo!

Te amo com o espanto,
de quem não acreditava no amor.
Te amo na solidão de meu amanhecer.

Um amor com a beleza do silencio
e do grito, de um gesto descontraído,
uma roupa desbotada, um solstício
de primavera.

Eu te amo agora, meu presente...
Não te amava antes.
Te amo agora e para sempre...

Um amar suave como um cair de tarde,
Que às vezes dói, às vezes arde,
Queima na face como uma bofetada.

Um amar criança com cheiro de talco...
Com o frescor da rosa em botão, do orvalhar
da manhã, do serenar de uma noite de lua...

Um amar quente como o fogo da paixão...
Sincero como a dor da saudade...
Simples como a verdade...
Puro como o desejo de um amante...
Maior que o tempo...

Eu te amo...
Como quem nunca crera...
...ser possível amar assim.

Alex Simas
Inserida por jucicastro

Fogo e Lágrimas.

As lágrimas que vertem de meus olhos
e correm como um rio em minha face
tem à nascente em teu coração.

Lágrima alguma apaga o fogo de um
coração atormentado pela saudade.
Meus olhos não escondem a dor
porque ainda não aprenderam a mentir.

Busco na noite a luz de teus olhos
Uma luz sem a impaciência do fogo
Um brilho maior que o sol do meio dia

Recolho-me à solidão contemplativa
onde materializo teu olhar me abraçando,
aquecendo minha alma combalida pela
ausência da paixão que a alimenta...

No calor do sal de minhas lagrimas...
...Reservo-me o augusto direito de te amar.

Alex Simas
2 compartilhamentos

As Razões da Emoção

Tão difícil calar quando o coração grita
Tão difícil falar quando a garganta soluça
Pensar, falar, calar a razão com a emoção
Pesar a emoção pela razão, deter o vôo
E pousar sobre as penumbras da vida

Como não olhar para trás se o rumor
Da magoa me segue com seus passos
Pesados em alvoroço descompassado
Como socorrer um coração despedaçado
Que desesperado segura-se no amor

Como parar o relembrar, reerguer
O confiar voltar a acreditar...

Juras-te em nome do amor, perfídia
Assim mentiste, chega, basta agora
Não ceda implora-me a razão
Acaba com essa droga de uma vez
Retoma teu rumo, respira fundo

Como forçar esse tolo coração
A parar de te amar, voltar no tempo
Quando as tardes eram louras
E a saudade trazia teu cheiro
Na brisa das lembranças...

Como? Se não consigo parar...
De sonhar em voltar a voar a teu lado.

Alex Simas
2 compartilhamentos

Amor uma eterna confusão de mentiras e desilusões!

Alex Simas
3 compartilhamentos