Alessandra Espínola

Encontrados 21 pensamentos de Alessandra Espínola

Quando escrevo, toco silêncios estancando artérias. -

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

desembaraçamentos:

...minha cabeça sempre foi uma carapinha de perguntas, fios de fibras grossas espiralmente arrepiados, despetalação de caminhos, arranco um bololô de hipóteses nas mãos. Vão pelo ralo, voam no vento, no vão dos tacos, se entremeiam nas roupas, nos lençóis, nas fronhas, no tapete, entre os dedos...
Não perdi a mania.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

...o meu fingimento é que eu não sou fingida, sou uma realidade que se prefere não acreditar.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Eu gostaria de saber passar por esse circo dando gargalhadas o tempo todo, mas às vezes, meu palhaço é triste.

Alessandra Espínola
2 compartilhamentos

Eu procuro. Procuro mansamente mas com uma ferocidade de sentidos, de quem se debate na areia movediça (e se afunda ainda mais?). E quem procura é porque ainda tem esperança?

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Me sinto grávida do instante

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Existem sonhos que já não poderão ser realidade. É preciso dormir para que se sonhe de novo.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Escrevo e me dou a chance, me lanço a própria sorte. Eu recorrente de mim.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Pedregulhos a carregar, calos nas mãos.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Quero-te vida viver víscera, na intimidade de tripa.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Não me apodero do profundo o tempo todo, fico às carícias na superfície, que não sou besta!

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Tenho sido toda distâncias, latitude longitude, olho para os meus pés e chega dá vertigem, latitude longitude. Não ouvisse falar da ciência acharia um milagre estar de pé.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

São as palavras que contém sentidos ocultos ou sou eu que tenho interesses subterrâneos.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Não penduramos chuteiras nem sapatilhas, apenas trocamos por outros sapatos - nossos pés cresceram - foi no bazar da vida.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Uma matilha inteira gane dentro de mim. Corto as unhas para que à noite não me lanhe.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Muita vez sou excessiva, mas não sou depressa, eu só tenho preferência pelo agora.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Será que quando me agrediam, era realmente a mim que agrediam? De repente, eu não era mais eu.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

A vida é um jogo de xadrez, mal dá tempo de pensar, armar estratégias diante do inusitado, mexo duas peças e a vida já me dá xeque-mate!

Alessandra Espínola
26 compartilhamentos

Ponte Rio-Niterói
-estendida sobre a Guanabara-
para duas solidões.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Bem sei que palavras não enchem barriga nem pagam as contas, mas talvez, pode ser que alimente e excrete esse nosso isso de dentro, a que alguns chamam espírito. Para mim, é também uma forma de amar.

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine

Pétalas
Pétalas de lábios
sussurram gotas de cores
insinuando paladares
palavras...
para dares...

Alessandra Espínola
Inserida por rosabergcine