Alba Atróz, escritor

1 - 25 do total de 250 pensamentos de Alba Atróz, escritor

Num mundo enjoado, que se distorce num caleidoscópio causando vertigens, é difícil alcançar o destino...

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

No obscuro de um mundo caótico, silhuetas de meus pensamentos aparecem em fendas de oportunidades

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Ainda com muitos, em meio a muitos, quase sempre andamos de mãos dadas com a solidão

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Não há flores suficientes para tantos jazigos

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

A morte, a antítese do nascer, é o luto da vida. Uma necessária interrupção brutal daquilo que ela transformou em saudade.

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Estou sempre em busca de um pensamento virtuoso, capaz de rancar de mim toda e qualquer mediocridade

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Não queria só um tempo de descanso, mas uma eternidade sem tédio

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Se me cubro por muito temer, me descubro sem a descoberta do saber

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Ando sempre absorto, escondendo-me em grandes ideias que custam-me uma profunda solidão furtiva do espaço físico

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

A cada milésimo de segundo, caso, é claro, não haja um apressamento suicida, fatal ou mesmo violenta interceptação da vida, ficamos, naturalmente, cada vez mais pertos de nossas covas

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

A vida vivencia-nos recitando

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Lendo e relendo
Plantando e colhendo
As ideias que fomento

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

De uma margem à outra tenho caminhado. Às vezes corro ansiosamente, em busca de novos oportunos parágrafos. Pausando aqui e ali, entre vírgulas que aparecem pelo percurso. Prossigo tentando dizer sempre algo relevante a cada dois pontos e travessões que me dão uma vez ou outra por aí. Suspiro e reflito muito em reticências que me surgem na cabeça de momento em momento. Vou seguindo. Vou indo. Resistindo até que eu aviste um ponto final no fim de uma linha sem saída me cobrando parar.

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Queria poder pôr minha cabeça no travesseiro e conseguir dormir friamente como os insensíveis e indiferentes, mas não consigo porque tenho a sofrível e perturbadora insônia dos preocupados e compassíveis que nunca conseguirão aceitar as injustiças impostas...

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Em vida, somos divididos por classes sociais - mas o verme necrófilo não faz distinção de cadáveres

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

É melhor percorrer as vias de terra livre, do que seguir pelas asfaltadas prisões do opressivo sistema

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Quando me for, lembrem-se disto: nunca aceitei totalmente viver sob as condições de deuses capitalistas que, com proselitismo, usando nosso suor, recriaram o mundo ao bel prazer deles em detrimento de nós

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Dar senso crítico a alguém é como fazer um transplante arriscado. Se o procedimento cirúrgico não for bem feito, o sujeito pode viver atormentado pro resto da vida...

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Uma ideia que se principia é igual a concreto fresco, no começo dá pra remover, mas quando enrijece...

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Não há uma substancial relevância na opinião e conselho de quem não viveu o problema e suas sequelas

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Queria mesmo era ser como uma pedra, pois pedras são eternas. Mesmo que algumas lascas sejam tiradas de sua estrutura e ela se fragmente conforme a ação do tempo, ela vai se transformando, sendo esculpida, ficando menor ou disforme, agregando novas partículas, mas nunca deixando de existir

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

antes regressar pela força da saudade do que por um constrangido arrependimento de ter ido e fracassado

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

Se não tentam me convencer com grandes ideias e sim com tolices, será difícil - mesmo com todas as forças da tolerância - andar em comum acordo

Alba Atróz, escritor

quando se planta absurdos na mente das pessoas, alienando-as, se colhe a desordem mental como consequência disso

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz

As crianças andam com medo de borboletas, pisam em lagartixas, tacam pedras em pássaros por não apreciarem seus cantos, e os homens concretam todo e qualquer sinal de terra fértil, queimando ou cortando árvores e contaminando os frutos e lagos, criando córregos onde antes eram rios, para viver sob seus objetos materiais que acham ser mais valiosos do que a gratuidade da generosa e linda natureza

Alba Atróz, escritor
Inserida por AlbaAtroz