Amor Willian Shakeaspeare

Cerca de 143 frases e pensamentos: Amor Willian Shakeaspeare

Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.

William Shakespeare

Nota: Trecho adaptado da peça "Noite de Reis", de William Shakespeare.

É um amor pobre aquele que se pode medir.

William Shakespeare

Nota: Trecho adaptado de "Antônio e Cleópatra", Ato I, Cena I: Antônio.

SONETO CV

Não chame o meu amor de idolatria
Nem de ídolo realce a quem eu amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo.
É hoje e sempre o meu amor galante,
Inalterável, em grande excelência;
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença.
'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo;
'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo,
Em um, três temas, de amplo movimento.
'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.

William Shakespeare
, Sonetos. Rio de Janeiro: Ediouro (s/d)

Os homens de poucas palavras são os melhores.

William Shakespeare
, Henry V. Escrita em 1599.

Nota: Tradução livre de um trecho da peça de William Shakespeare.

...Mais

Assim que se olharam, amaram-se; assim que se amaram, suspiraram; assim que suspiraram, perguntaram-se um ao outro o motivo; assim que descobriram o motivo, procuraram o remédio.

O maior sonho de alguém que não sabe amar com certeza é o amor.

Tarde demais o conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-lo, amei-o.

William Shakespeare

Nota: Trecho da peça "Romeu e Julieta" (Ato I, Cena V)

"Sem saber amar não adianta amar profundamente."

Antes amar quem só o mal me deseja a quem, fingindo o bem, só o mal me enseja.

O amor não se vê com os olhos mas com o coração.

William Shakespeare

Nota: Trecho adaptado de "Sonho de uma Noite de Verão", de William Shakespeare.

O amor é como a criança: deseja tudo o que vê.

William Shakespeare
, Os Dois Fidalgos de Verona

Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor.

William Shakespeare
, Hamlet, tradução de Millôr Fernandes. São Paulo, Editora Peixoto Neto, 2004.

Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia.

É muito melhor viver sem felicidade do que sem amor.

O verdadeiro nome do amor é cativeiro.

Algum desgosto prova muito amor, mas muito desgosto revela demasiada falta de espírito.

O curso do amor verdadeiro nunca fluiu suavemente.

Não amam os que não mostram seu amor.

Há certas horas, em que não precisamos de um amor, não precisamos da paixão desmedida, não queremos beijo na boca e nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama. Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado, sem nada dizer...

Morrestes achando que
amava.
Matastes pensando que era
amor.
Dominado pelo egoísmo da
paixão,
nos fez ver que não te
conhecíamos como
deveríamos
e, por tua atitude,
demonstrou que não
conhecias o amor.
Descansem em paz.