Parodias sobre a Natureza

Cerca de 4589 frases e pensamentos: Parodias sobre a Natureza

O sempre e o nunca são criações do homem desejoso de impor leis à natureza.

Valter da Rosa Borges
3 compartilhamentos

Assim funciona a minha natureza
Viver mesmo só por viver
Creio estar morrendo aos poucos
Creio estar perdendo o controle da situação
Creio ainda que sou homem de pouca fé
Assim caminha o meu ser.

E eu estava lá antes de tudo e de todos
Eu começo virei fim
Fui em direção do desconhecido
Foi me negado a chave da passagem
Mas uma vez estava sem rumo
Sem norte
Perdido em terras de ninguém
Abandonado ao próprio destino

Daí não sei se sou vitima ou vilão
Mas sei que a alegria de outros
Não faz bem ao meu coração angustiado,triste,louco e parcial.

Wesley Rodrigues Correia
3 compartilhamentos

Na natureza nada se perde tudo se transforma.

Newton
3 compartilhamentos

Além disso, não é da minha natureza cair sem lutar, mesmo quando as coisas parecem insuperáveis.

Katniss Everdeen
3 compartilhamentos

Acredito firmemente que a natureza pode trazer conforto a todos os que sofrem.

Anne Frank
3 compartilhamentos

Comigo a natureza enlouqueceu
sou todo coração

Vladimir Maiakóvski
3 compartilhamentos

A Natureza de alguém é refletida em seus olhos, no seu caso Derek, na cor deles

Teen Wolf
3 compartilhamentos

"Sempre que você perceber a sociedade em conflito com a sua natureza, escolha a natureza, não importa o custo. Assim você nunca será um perdedor."

Osho
3 compartilhamentos

A natureza humana é limitada, ela suporta a alegria, a triteza, a dor... até certo ponto, se o ultrapassa ela irá sucumbir.

Johann Goethe
3 compartilhamentos

Vai e procura os campos, a natureza e o sol: vai, procura a felicidade em ti e em Deus. Pensa no que é belo e que se realiza em ti e à tua volta, sempre e sempre de novo.

O Diário de Anne Frank
3 compartilhamentos

Creio que a natureza alivia os sofrimentos.

O Diário de Anne Frank
3 compartilhamentos

"Adapta-se ou desaparece: é o ditame inexorável da natureza, hoje como ontem."

H.G.Wells
3 compartilhamentos

Estes factos confirmam evidentemente que a nossa natureza mais íntima, o fundo comum do nosso ser, encontra um prazer indispensável e uma alegria profunda na imensa paixão de sonhar.

Nietzsche
3 compartilhamentos

A velhice ridícula é, porventura, a mais triste e derradeira surpresa da natureza humana.

Machado de Assis
3 compartilhamentos

[...]mas a natureza não os fez um para o outro. São duas almas excelentes que seriam infelizes unidas.

Machado de Assis
3 compartilhamentos

Vozes Do Espírito

Deus é meu Pai.
A Natureza é minha Mãe.
O Universo é meu Caminho.
A Eternidade é meu Reino.
A Imortalidade é minha Vida.
A Mente é meu Lar.
O Coração é meu Templo.
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei.
A Forma em si é minha Manifestação.
A Consciência é meu Guia.
A Paz é meu Abrigo.
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição.
A Dificuldade é meu Estímulo.
A Alegria é meu Cântico.
A Dor é meu Aviso.
A Luz é minha Realização.
O Trabalho é minha Bênção.
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor.
O Próximo é meu Irmão.
A Luta é minha Oportunidade.
O Passado é minha Advertência.
O Presente é minha Realidade.
O Futuro é minha Promessa.
O Equilíbrio é minha Atitude.
A Ordem é minha Senha.
A Beleza é meu Ideal.
A Perfeição é meu Destino.

Chico Xavier
3 compartilhamentos

Engraçado, o homem se considera o animal mais inteligente e é o único animal que destrói a Natureza!

De Brito
83 compartilhamentos

A ILUSÃO DA LIBERDADE
 
INSÔNIA
Sozinho, reflito no frio silêncioso
de meu quarto sem luzes.
Busco encontrar meu tempo
e, sem sono, me perco
a buscar o tempo passado,
mas, é o tempo que me encontra
entre os lençois, perdido!

REFLEXÕES
Um dia, acreditei no livre arbítrio
da natureza humana.
Pobre Joseph Nuttin, estava errado!
Somos seres sem vontade própria,
sem condições de guiar nossas vidas.
De alguma forma nascemos assim,
marcados para seguir um caminho
que não é o nosso, nos foi imposto.
Por que acontecem os fatos da vida,
fomos nós mesmos que os criamos?

ILUSÕES
A estrada nos foi adrede traçada
e não nos permite maiores desvios.
Apenas, como seres autômatos,
seguimos o roteiro do papel vivido.
Por que um não foi mais forte que o sim?
Por que apenas uma palavra mudou
tudo que pensamos verdadeiro?
Seguimos sem vida a viver a vida
em um papel que não escrevemos.
Não escolhemos onde e quando nascer,
não saberemos onde e quando morrer.

Victor Motta
6 compartilhamentos

Roça (Walmir Palma)

A terra flora! Felicidade!
Choveu na roça!Adeus cidade.
Eu vou-me embora. Eu já vou tarde!
Eu vou agora. Bateu saudade!

Vou pegar trilha, vou tomar banho de rio,
A vida pede pra gente ficar por lá!
A natureza todo o dia está no cio.
Tempo no mato não tem pressa de passar!

Mas como é bom ouvir bom-dia todo dia,
Sentir as mão e semear, plantar, colher...
Dormir ao som de uma viola caipira,
Pisar o barro, dar aos pés o dom de ter!

Adeus cidade! Eu vou- me embora!
Eu já vou tarde. Eu vou agora!
Choveu na roça! Fecicidade!
A terra flora. Bateu saudade!

Quero o silêncio das manhãs de passarinhos,
Ouvir as folhas, respirar a plantação!
Viver de novo a eternidade de um carinho
Que o meu amor me dá de todo o coração!

Até parece que se volta a ser menino,
A gente lembra que é feliz e ri à toa!
Luar na roça é uma bênção do divino!
Viver na roça! Ai! Meu Deus, que vida boa!

Choveu na roça! Felicidade!
Eu vou-me embora. Adeus cidade!
Eu vou agora. Eu já vou tarde!
A terra flora! Bateu saudade!

Walmir Palma
51 compartilhamentos

Primavera (Walmir Rocha Palma)

Um rouxinol acorda os outros passarinhos
Como um maestro, ele conduz o seu coral
Pintor de todas as manhãs, o sol morninho
Seduz as flores com seu beijo matinal

Olho que vê tamanho encanto da janela
Não sei se meu ou se o de Deus está em mim
Estou setembro, vinte e um, é primavera!
Meu coração amanheceu feito jardim

Num alegreto inusitado, as borboletas
Vão espalhando grãos de pólen a granel
A terra fértil, mãe feliz, e tudo aceita
Há comunhão nesta estação, entre ela e o céu

Fascínio assim, de flores, já não há quem pinte
Só mesmo o traço inconfundível de Monet
Ou o delírio extasiado de Stravinsky
Para com sons a primavera conceber

Mas que mulher exuberante, a primavera
Ela é a prima mais querida do verão
E embora o outono morra de paixões por ela
É o inverno que ela traz no coração

Obs.: Este poema foi musicado por Rosa Passos.

Walmir Palma
86 compartilhamentos