Roberta Lourenço.: Era um amor doce, suave como a brisa do...

Era um amor doce, suave como a brisa do entardecer à beira do oceano. Mas se tornou ríspido, gelado e cortante. Não sei o que houve. Eu a amava. Eu a amava tant... Frase de Roberta Lourenço..

Era um amor doce, suave como a brisa do entardecer à beira do oceano. Mas se tornou ríspido, gelado e cortante.
Não sei o que houve. Eu a amava.
Eu a amava tanto que foi impossível ver por trás da cortina - que já era transparente -. Não existe um dia de sol que dure eternamente. O por-do-sol chegará, e levará também aquilo que resplandecia minha alma.

Antes de partir, a olhei nos olhos pela última vez, as palavras saíram de mim como um jato de amargura que por tanto tempo permaneceu inquieto:
- Obrigada. - Pelo o quê? - Por ter aberto meus olhos e me feito ver que não há amor nesse mundo maior do que a realidade

1 compartilhamento