Angelo Ferreira: Domingos de Paz Diante de ti, deixe-me...

Domingos de Paz Diante de ti, deixe-me ir! O que ficou não regressará, Então porque ficas a me torturar... Não! Não voltará, passou, acabou. Suas ligações já nã... Frase de Angelo Ferreira.

Domingos de Paz
Diante de ti, deixe-me ir!
O que ficou não regressará,
Então porque ficas a me torturar...
Não! Não voltará, passou, acabou.
Suas ligações já não possuem as mesmas vibrações,
Suas frígidas palavras, estúpidas me atormentam,
Não! Não mereço isso.
Deixe-me seguir meu caminho,
Quero apenas passar os domingos em paz
Sem chorar por acusações caluniosas
De quem eu tanto quero o bem,
Preciso deter minhas lágrimas para tentar não mais te amar,
No início da semana o que me resta é tentar,
Amo você e em nome (do que ainda resta) disso vou te esquecer...
Tens que entender,
O amor tal como a vida
Tem início meio e fim,
O último chegou para nós,
Temos que respeitar,
Podemos ser apenas amigos, mas agora não!
Na verdade só o tempo dirá, mas agora não!

1 compartilhamento
Inserida por AngeloFerreira