Julio Aukay: Como se o tempo parasse, fora o meu...

Como se o tempo parasse, fora o meu coração com o precipitar de um sentimento lúcido;
Como uma roseira sem vida fez-se meu caminho impróprio e desleal;
Meu querer se despedaçou com um frustrar que contrastou minhas verdadeiras intensões;
Fui deixado por falta de gosto ou por falta de coragem que nunca se mostrou para um sentimento puro;
Não se enxerga o a favor do aceitável, dominado por um sentimento solitário;

1 compartilhamento
Inserida por JULIOAUKAY