João Paulo Pereira: 159. "E eu que sempre estranhei que...

159. "E eu que sempre estranhei que ao acordar sempre sentia um intenso “suave” gosto de mel na boca. Mas hoje descobri! Era apenas meu coração desenhando ... Frase de João Paulo Pereira.

159. "E eu que sempre estranhei que ao acordar sempre sentia um intenso “suave” gosto de mel na boca. Mas hoje descobri! Era apenas meu coração desenhando você em todas as palavras por mim a serem ditas."

160. “Um anjo que mesmo sem asas, me fez voar por todo o universo com apenas um leve abraço. Sem que me deixasse cair."

161. “Não brinque com os sentimentos de alguém, os corações feridos nunca esquecem e são eles que têm as piores armas para te dar o troco.”

1 compartilhamento
Inserida por Joaopauloow