Fabricio Canalis: Hoje me peguei olhando Minha imagem...

Hoje me peguei olhando
Minha imagem refletida num espelho.
Que estranho! Esse não sou eu!

Parece que a imagem que vejo
Não condiz com o eu interior.

É difícil vincular minha mente
A essa figura patética
E obesa qual reflete a lâmina.

É tão infinitamente incompleto
Julgar que minha mente se resume
Ao que se pode ver
Através da minha aparência física.

Penso que a todo instante,
No mundo inteiro
Somos classificados
Pelo que podem ver de nós.
Ou seja, nossa aparência física.

Não se pode fazer um diagnóstico
Ou traçar um perfil de alguém
Simplesmente pela sua aparência.
Não no meu caso!

Meu corpo é algo
Extremamente inferior
A minha mente.
É quase um insulto!

Entendo um pouco da filosofia
Greco-romana quando penso nisso.
“mens sana in corpore sano”.
Li essas palavras quando pequeno
Em um adesivo colado em um veículo qualquer
E ficou gravado em minha mente.

Gostaria de valorizar meu corpo
Na mesma intensidade
E com a mesma seletividade
Com que valorizo e alimento minha mente.

Penso que devo ter um firme propósito
Em mudar essa realidade do meu corpo físico.

Preciso ficar mais parecido por fora
De como sou por dentro.
Penso: quantas pessoas já se sentiram como eu?
E quantas já fizeram a mesma pergunta?
Será que sou o único?

Devo tomar uma decisão a respeito disso.
E imediatamente!
E manter-me firme no propósito
De melhorar meu físico e deixá-lo mais saudável.
Passado alguns instantes,
Isso já não me parece possível.

A minha força e determinação desapareceram.
Parece-me perda de tempo
Sair caminhando só por caminhar,
Malhar, suar e tudo sem nada construir.

Apenas para melhorar a aparência física
E ser mais fácil de ser sociável
Ou ser aceito numa sociedade essencialmente hipócrita,
Egoísta, e superficial.

Às vezes penso ser melhor e mais fácil
O relacionamento com animais do que com seres humanos.

Vemos claramente isso nos animais de sem tetos.
Eles os amam mesmo estando nojentos,
Fétidos, sujos e quase sempre sem comida.
Eles não ligam.

Querem a companhia deles e os seguem e os defendem até.
A aparência física, para eles, é o que menos importa.
E entre eles vemos companheirismo,
Partilha, carinho, sinceridade.
Uma relação sincera de cumplicidade.
Devo estar viajando!

1 compartilhamento
Inserida por FabricioCanalis