Gabriela Santos: Medo do desconhecido Não o que acontece...

Medo do desconhecido

Não o que acontece comigo, eu tenho o dom de querer sempre as coisas impossíveis.
Alguma coisa mudou em mim e eu não tinha me dado conta até agora; quando olho pra traz, percebo que aquela menina, mulher, amiga, não existe mas. Será que me pedir nos meus sonhos ou o meu mundo paralelo me faz mais feliz do que o eu realmente vivo?
Essa minha historia amorosa estar me modelando. No começo o friozinho na barriga, adrenalina do improvável me excitava, me preenchia, alimentava o meu ego e a minha curiosidade. Agora já não sei se é assim, começou a me machucar, a controlar meus atos, me atrai feito um imã, invade os meus sentimentos, me puxa, me descontrola e me enlouquece.
Como o pode uma das melhores coisas que já aconteceu na minha vida, se torna de uma hora pra outra a pior? Perguntas sem resposta não são mas novidades.
Acho que todo ser humano prefere lidar com coisas conhecidas, o desconhecido, apesar de atrativo, consome, causa medo e muitas vezes fazem quem recuamos, mesmo sabendo que o certo é continuar.
O provável não sacia, o improvável causa excitação e me deixa em cima do muro. O que fazer agora?

1 compartilhamento
Inserida por gabisvsantos