Leandro Oliveira Santana: Dizem por aí que é proibido proibir, e...

Dizem por aí que é proibido proibir, e eu, um nato sentimental, me proibi de te esquecer, e foi nessas proibições que eu esqueci de não esquecer. Meu Deus, quan... Frase de Leandro Oliveira Santana.

Dizem por aí que é proibido proibir, e eu, um nato sentimental, me proibi de te esquecer, e foi nessas proibições que eu esqueci de não esquecer. Meu Deus, quanta regra, quanta tolice, quanto cansaço, fatigado eu estou, fatigado eu VOU! Regras, regras e mais regras, o mundo hoje é uma chatice, quantas regras à seguir, quantas ordens, e não há opção, você vai vagando como um cão sem dono, obedecendo, sofrendo, sem rumo e sem destino, apenas à vagar. Eu nunca almejei isso pra mim, mas por que vim aqui parar? Meu desejo é de liberdade, meu desejo é voar, mas aqui não é possível, eles querem me enjaular, eles querem me domar, mas eu não me entrego, não me rendo, vou vivendo e vou sofrendo, talvez seja esta a diversão.

1 compartilhamento
Inserida por leeeosantana