EsterBarros: Por que de repente fujo tanto de mim,...

Por que de repente fujo tanto de mim,
Sem mais nem menos, simplesmente assim...

Vou para lugares incertos,desconhecidos, perigosos,
Volto para os saudosos,inesquecíveis,prazerosos...

Nessas viagens sem locomoção,
Consigo sentir, medo, angustia, emoção.

Também recordo com alegria,felicidade,
Os aromas de tempo idos que remetem muita saudade.

Nessa fragilidade ,
Não quero estar a sós comigo,
Nem mesmo um querido amigo,
Pode me dar alento,tranquilidade.

Depois dessa tempestade,
Que vivencio com intensidade
Resgato a serenidade,
E retorno para a realidade.

Nem sempre colorida,
Ou fácil de encarar,
Apenas decido continuar
A viver a vida!!!

2 compartilhamentos
Inserida por esterbarros