Corrinha R. Rodrigues: Dias atrás meu amigo também perdeu um...

Dias atrás meu amigo também perdeu um ente querido. E para confortá-lo, eu disse que a gente deve comparar a morte a uma viagem. Uma longa viagem. E nesse destino, não há telefone, não há e-mail, não chegam cartas, mas existe a certeza de que um dia haverá um (re) encontro. É mais fácil se apegar a isso. É menos doloroso. É o fio de esperança que nos estimula a continuar. Algumas vezes consigo, outras vezes não.

1 compartilhamento
Inserida por CorrinhaRodrigues