Edolesia: A RESPONSABILIDADE DO PODER Minha...

A RESPONSABILIDADE DO PODER

Minha primeira psicografia foi aos 9 anos de idade, um texto para mim mesma.
Ele falava da responsabilidade do poder e de se carregar multidões atrás de si.
Dizia o porquê eu havia reencarnado e me alertava para não cometer os mesmo erros. Em varias vidas usei mal o meu poder. Ora servindo a poderosos (muitas lembranças conscientes dessas vidas já me vieram na infância), ora usando meu poder em meu próprio proveito em detrimento do que poderia causar a outros, mas na maioria das vezes, o poder me fascinou por si só.
Se hoje sou uma guerreira da luz e trabalho em dimensões superiores, com seres que talvez nunca tenham encarnado, também já fui Maga ritual ( e as lembranças são claras desde meus primeiros anos de vida onde eu já usava meu poder), já fui uma filha da Deusa a invocar as forças da natureza, já fui monge, bruxa ,mestre, discipula...

Mas desde que aprendi a manejar e entender que eu vivia mais em mundos paralelos do que na realidade que todos vêem, tenho clara a mensagem que me foi enviada: A responsabilidade com o poder.
Mesmo nessa vida já interferi muito...
Mas hoje entendo todo tipo de interferência na vida de outros como um tipo de magia negra (mesmo sendo para ajudar).
Lembro de uma passagem da bíblia em que puseram um aleijado pelo telhado de uma casa e Jesus não quis curá-lo. O povo começou a duvidar do seu poder, dizendo que ele não tinha o poder de curar, por isso ele não o curava. Jesus o tocou e ele se curou. Lendo outros profetas mais adiante, disse que Jesus chorou ao curar o aleijado, e livros apócrifos falam que ele (o aleijado) mais tarde matou uma pessoa, coisa que não faria se ainda estivesse aleijado.
Nem sempre uma ajuda é uma ajuda correta se interferir nas leis da natureza, no livre arbítrio de alguém . Tem ajudas que mesmo parecendo boas (uma cura, uma carona na minha energia [passe], encantamentos para o amor) pode servir mais de atrapalho do que ajuda no crescimento de alguém.
O poder e a responsabilidade sobre ele sempre terão que andar juntos, sob pena de sob a aparente bondade trabalharmos para o nosso atraso e de outros.

Sempre me perguntam em palestras e eventos o porquê de eu não ainda não ter editado meus 12 livros que já estão prontos, e sempre respondo:" Já fui corrigida muitas vezes por ter ensinado as coisas certas as pessoas erradas. Agora quero esperar o tempo em que as pessoas estejam prontas para saber o que me foi ensinado e eu esteja pronta para arcar com as responsabilidades sobre o que digo e faço".

(Trecho de meu livro: ENTRE OS MUNDOS)
Leia mais: http://ooraculodapoesia.blogspot.com/2011/07/responsabilidade-do-poder.html

1 compartilhamento
Inserida por edolesia