Naeno Rocha: MEU AMOR ME CURA O meu amor não se...

MEU AMOR ME CURA

O meu amor não se limita
No seu alimento derramado em mim
Quando regurgita palavras e sussurros
Que me deixam quieto
A não depender de nenhum calmante.
Assim dilatadas todas as drogas prescritas
Nas suas doses diárias
Como indica o terapeuta.
Ele me trás a lucidez, na paciência.
E na força como age
Quando se verte-se em meu sangue
E vai, mais hábil, e limpa mais
As lembranças dos meus transtornos
E chega mais rápido e facilmente
Ao meu sistema nervoso central.

Meu cérebro já se acostumou
Às doses do tratamento
E a elas dá a devida passividade
De nem notar-lhes quando engolidos
E se alvoroça, no tempo em que relaxa
Quando vê meu amor chegar.

E as demoras do meu amor
Já se tornaram maiores
Que do vinho que tomo de infracionário gesto
Do médico condena a mista das afentaminas,
Dos antidepressivos, dos papéis de seda
Colocados diante aos meus olhos
Que mudam a visão do mundo.
Que me melhoram e eu aceito o degredo
O meu sumiço em terra estranha.
Cada cor é uma estampa colada ao lado de outra
Mas a cada presente de cada presença sua
O meu amor me conforta com a força que tem
E eu sei, com a visão mais clara
O meu amor, só ele basta
Para eu me sentir muito, mais, bem.
__________________
naenorocha*comreservas

1 compartilhamento
Inserida por naenorocha