WagnerLira: Meu Castigo Sobe as escadas...

Meu Castigo

Sobe as escadas sorrateiramente
deixando as marcas de seus saltos em meu coração
Eu alí esperando que ela lance um olhar para trás
mas só o seu perfume é que fica em minha solidão.

Ouço sua música preferida
ela deve estar dançando enquanto degusta seu nobre vinho
Sua sala de estar agora é seu mundo
e numa fração de segundos o meu erro me fez mais sozinho.

Sei de todos os seus anseios
conheço seus truques, o seu ponto fraco e atitudes
Seu coração não se divide
o seu desprezo é um revide, sei que espera que eu mude.

Quantos degraus que nos separam
mesmo que fosse apenas um sei que a porta facilmente não se abriria
Ela brinda uma vitória alí sozinha
em seu conforto a madrugada se avizinha, logo nasce um novo dia.

Talvez ela nem durma esta noite
e fique alí pensando em tudo
Me tortura a saudade feito açoite,
eu me traio, choro, grito, não fico mudo.

A ilusão que deixei que me envolvesse
não mais existe, já se foi e isso à ela eu juro
Não deixe que esta porta nos separe
meu coração lhe implora que pare, não me deixes nesse escuro.

Essa mágoa que a envolve
eu bem entendo é porque também me ama
vou escalar esses degraus
qual montanha em meio à um temporal, meu aconchego é sua cama.

O tempo não parou, com o ontem ficaram meus erros
a solidão eu sei foi o melhor castigo
O presente dura apenas um instante
suplico que me tenha como antes, sem esse amor, viver não sei se consigo.

1 compartilhamento
Inserida por WagnerLira