Matheus Bogo: À ESPERA O ponteiro do relógio andando...

À ESPERA O ponteiro do relógio andando em círculos As horas passando diante dos meus olhos E eu aguardo ansiosamente você chegar São quase três meses sem te ver... Frase de Matheus Bogo.

À ESPERA

O ponteiro do relógio andando em círculos
As horas passando diante dos meus olhos
E eu aguardo ansiosamente você chegar
São quase três meses sem te ver
Contando as horas naquele relógio
Como um grande amor suporta tanto tempo de ausência?
De tão distante veio aquele trem
E aquela senhora, aparentando não mais que setenta anos
Com a expressão de cansaço de tão longa viagem
Assim que desce do trem, largo sorriso ilumina seu rosto
E aquele senhor de bengala que passara lentamente por mim
A abraça e a beija apaixonadamente como um adolescente
Com ele, calendários
Foram cinquenta anos esperando o seu grande amor voltar

1 compartilhamento
Inserida por matheusbogo