Nina Marina de Alcântara Alencar Gallo.: Não quero mais encontrar-me, como...

Não quero mais encontrar-me, como sempre desejei desde o início do meu oceano de súbitas e incansáveis crises. Aquele ódio que queria escapar por todos os burac... Frase de Nina Marina de Alcântara Alencar Gallo..

Não quero mais encontrar-me, como sempre desejei desde o início do meu oceano de súbitas e incansáveis crises. Aquele ódio que queria escapar por todos os buracos, hoje não me incomoda mais, acostumei-me a isolá-lo apenas em pensamento.
A vontade de vomitar, esta eu não desejo mais a mim, nem a ninguém. Nem mesmo aquela palpitação, que de início parecia benigna, agora vejo que me dá vertigens.
Os olhos, bem, decidi sempre encarar, cara a cara você descobre quem tem mais coragem e quem tem medo, a velha sutil diferença.
Não consegui prender maturidade em mim, e todas as vezes que ela insiste em aparecer, eu ainda prefiro ignorá-la, esquecendo o fato de que não sou mais criança, ou ao menos não deveria ser. Talvez seja o rosto, que todas as vezes que olho no espelho: nega, esconde a verdadeira idade que deveria transparecer.
Falta tudo, inclusive a vontade de sossegar. Mas ao mesmo tempo há tudo. Todas as sensações, mas de uma vez só. E exageros, meu caro, me enojam.

1 compartilhamento
Inserida por ninalencar