B. Cristhina: Ok! O relacionamento acabou! Acabou o...

Ok!
O relacionamento acabou! Acabou o companheirismo do dia a dia, acabou aquele inconveniente e real clichê: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.

Ele te traiu e você não quer vê-lo nem pintado de ouro. Ela te magoou como jamais alguém tenha feito. Você esta em pedaços e não quer saber de relacionamentos amorosos com mais ninguém, duvida até da própria sombra.

O tempo passa e você se acostuma com a dor, tem um romance aqui e outro ali nada sério, você quase esquece ela, você quase não se lembra dele;

o tempo passa mais um pouco e percebe que se encontra em um novo nível: O de se tudo foi verdade e se alguma coisa valeu à pena, e faz uma analise da sua relação: Sofre mais do que fui feliz?

E toda aquela nostalgia tão repugnada por tanto tempo acabo por chegar e você se pega pensando no(a) Ex.

Agora não mais com ódio mortal de querer exterminá-lo(a) de vez pra acabar logo com isso, não mais com a tristeza de um passado presente do que poderia ser e não é mais.
Agora com a simples coragem e valentia de apenas pensar sem raiva, ressentimento, simplesmente analisar os fatos com coerência e maturidade que se espera de uma vida adulta.
E para o consolo do seu ego se pergunta eu o(a) fiz feliz?

Acaba por começar a se lembrar de lembranças de alegrias que antes a tristeza mascarava.
As rosas que ele te deu, as cartinhas de amor que ela lhe escreveu, o docinho que ele sempre lhe dava ao chegar do trabalho, os beijos, abraços, sorrisos, brincadeiras, banhos de chuva, passeios no parque, cinema.
Momentos só de vocês... Que nem o próximo namorado, nem seu próximo caso e muito menos nada do que ele (a) ou você fez vai mudar o que passou.

Você vai ter momentos de ataques de raiva e vai se odiar por amar aquele cafajeste... Respire fundo e lembre-se que na vida não são tudo flores e que a vida pode parecer injusta e dura demais, mas todos temos momentos bons para nos lembrar. Lembre-se dela com carinho. Lembre-se dos momentos bons que a pessoa te proporcionou...

A vida pode ter tirado essa pessoa da sua vida, os ventos podem ter encaminhado-a para outros ares, mas não vai conseguir tirar o que ela Lhe trouxe de bom. Não se culpe e nem a ele(a), todos temos parcelas de culpa nessa vida. E agradeça o que, com certeza, foi o AMOR que vocês viveram.

16 compartilhamentos
Inserida por BabiC