JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA: POESIA-PLACEBO Tórrida noite, Tépido...

POESIA-PLACEBO

Tórrida noite,
Tépido dia:
Certo mesmo é ser fria
A minha poesia.

Longa noite,
Mínimo dia:
A verdade
É ser cega a lâmina da minha poesia.

Gótica noite,
Plácido dia:
A poesia minha não fecunda as tormentas,
Tampouco afaga a brisa.

Cancerígena noite,
Ofídico dia:
Minha poesia não é amplidão e matéria florida,
Muito menos cubículo ou o estadão das partículas.







Dia-noite,
Noite-dia:
É água insossa a minha poesia..
Nem salgada, nem docílima!

JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA

http://www.myspace.com/nirvanapoetico
• http://twitter.com/jessebarbosa27

2 compartilhamentos
Inserida por jessebarbosa1827