Eduarda Morgado: Certo, vamos botar tudo isso limpo. Eu...

Certo, vamos botar tudo isso limpo. Eu admito que tenho problemas, que sou muito confusa, que digo coisas que me contradizem o tempo todo, que mudo de humor como quem troca de roupa. Mas, sendo sincera, tudo em mim pode mudar: o humor, o cabelo, o estilo, as palavras, mas esse sentimento dentro de mim, não muda. Eu choro, me deprimo, me alegro e sorrio. É algo confuso, é algo bonito, é mágico, é torturante. É como correr, correr e simplesmente chegar num lugar desconhecido. É como se a vida me pedisse pra estar preparada o tempo todo, como se cada nova surpresa fosse me afetar. Posso chorar o que tiver pra chorar, rios e mares, mas quando eu olho pra você, tudo é diferente, é bonito, lindo. Eu posso estar soltando serpentinas, dançando a música que for, com o sorriso mais belo no rosto, e ainda assim sentirei que está faltando algo realmente MUITO importante.


Você é mais que necessário na minha vida, você não é tudo, mas é fundamental. Não quero viver sem o seu sorriso, seu olhar. Não quero viver sem ouvir você se contradizendo, dizendo que não me ama e depois se jogando pra mim, ou dizendo que me ama e depois me deixa andando sozinha. Assim como eu, você é tão confuso. Mas não dá, amor, pra viver sem você, não dá. Você me diverte e me faz sofrer, você é o que tem dado graça na minha vida. Vem e pega na minha mão, vamos andar pelas ruas falando todas as porcarias e no final acabarmos num beijo. Vamos deixar os outros com inveja, vamos espalhar essa alegria pra todo mundo e esfregar na cara de outros. Por mais que eu tenha vontade de te mandar calar a boca às vezes, é a sua voz que me guia. Então, vem no meu ouvido, e diz que me ama, mesmo que você saia de perto de mim depois, eu sei que é verdade.

1 compartilhamento
Inserida por dudamorgado