Janine Lamenha: Hoje abri aquela caixinha onde guardo os...

Hoje abri aquela caixinha onde guardo os meus segredos. Meus porta-retratos, minhas cartas, minhas angústias. Fazia tempo que não a visitava. Eu não queria mais sofrer. Não queria despertar algo que eu venho tentando dopar para ter controle. Todas as vezes em que abro aquela caixa, eu acabo ficando sem coração. Desde que a gente não se vê, foi o único lugar que ele encontrou para continuar a pulsar. Sobrevivendo das suas lembranças... Das nossas. Tenho razão de sentir saudades. Eu não te vejo, mas imagino suas expressões, sua voz, seu cheiro. Faz tanto tempo que não encontro o seu olhar, mas não o suficiente para me fazer esquecer, nem apagar da memória, nem perder a nitidez das minhas lembranças. Passei muitas madrugadas te procurando nos sonhos, implorando a Deus para estar contigo nem que fosse no subconsciente. E aí tive a sorte de sonhar com você. Você estava alí, com aquele mesmo sorriso de quando a gente se conheceu. Me deu a mão e prometeu não me abandonar. Você me abraçava, me fazia um carinho bom, e eu escutava o que realmente eu precisava naquele momento: eu te amo, e nunca mais vou ficar longe de você [..] Uma vez li em algum lugar: ' Trancar o dedo numa porta dói. Assim como bater o queixo no chão. Dói morder a língua, dói sentir cólica, torcer o tornozelo. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói cair, dói apanhar, mas o que dói mesmo é a saudade. ' E essa meus amigos, é a pior dor que tem. Então eu volto no tempo e (re)lembro de todas as nossas brincadeiras. Nossas risadas inoscentes, conversas jogadas fora. Sonhos, medos, costumes, passeios, manias. De como a gente era feliz sem saber o que o futuro reservava [...] As pessoas entram e saem da minha vida, me fazem bem ou me aliviam por algum tempo. Mas ninguém consegue tomar o SEU lugar. Ao menos chegar perto do que você significa. O amor que eu tenho, não é por alguns meses, não dura por alguns anos, não tem validade e nem acaba por qualquer bobagem. É o amor mais puro, daqueles que a gente dá a vida pela outra pessoa. Confesso que, não tem sido nada fácil ficar longe de você, mas eu estou aqui, sobrevivendo, para te encontrar com o mesmo sorriso de quando a gente se conheceu. Para te abraçar, te fazer o melhor dos carinhos, e pra te dizer com todas as letras, algo incomparável a qualquer outra coisa que já falei. Talvez o sentimento mais lindo, o mais sincero, o mais paciente de todos: eu te amo, e nunca mais vou ficar longe de você.

2 compartilhamentos
Inserida por JanineLamenha