Léia Coelho: Eu tenho uma coleção de textos.......

Eu tenho uma coleção de textos....
Entre eles há expressão de amor, indignação, esperança, amizade e até de dor...
Penso, por que os tenho!? Se quando escrevi algo de amor foi com todo o meu coração e alma, e no final recebi apenas ingratidão e desprezo... Quando eu escrevi sobre coisas que me deixaram indignada, relembro o quanto vale uma vida a alguém, pois, são pessoas assassinas que matam a pureza e nobreza de um coração. Agora quando falo de esperança sinto me refeita, fortalecida, e volto a dar meus passos, são bem pequenos confesso, quase que me arrasto, mas a esperança, me energiza e vou aos poucos me refortalecendo. A quando paro para ler sobre a amizade, é muito reconfortante, pois os verdadeiros amigos sempre estão na hora certa em nossas vidas. Quando falo da dor, é o momento de meu sepulcro, pois me enterro em minha tristezas, me grudo a solidão, e esqueço o quanto vale a minha vida.
Contudo faço um levantamento, e uso tudo como equilíbrio, pois a balança da vida, me passa nesse processo que: O mal existe para nos ferir e matar aos poucos, mas em compensação, nos deixa alertas, nos faz ver o que não queremos nos transformar, automaticamente nossa fé em Deus se renova e ai começa a funcionar o lado da balança do bem, pois nessa etapa já sabemos que a grande tempestade que passamos se dissipou, que o mal pode urrar com todas as suas forças, mas nossa confiança não se abala.
Queria saber para que serve a maldade, o que o ser que executa esse mal, ganha? Porque para mim ficam mais pobre de alma.
Ouço tanto blá blá blá poeticamente sobre o amor, mas e a pratica? Pois é... são só os blá blá blá mesmo... pois muitos desses poetas nunca conheceram o amor real, vivem somente construindo sonhos inacessíveis, pois para tudo há um limite. Quão bom seria se essas pessoas saíssem do módulo sonhar, e entrassem no módulo praticar.
Então, chegaríamos ao nosso fim, sabendo que realmente amamos no sentido real, e não ficamos somente vivendo de ilusões e grande perda de tempo.
Oh ilusão, passe para longe de mim, pois quero saborear a vida real, enquanto é possível.

Inserida por lecosoulima