Moog Laet: Um poema Os sapos numa libidinagem...

Um poema Os sapos numa libidinagem teimosa Enchiam a lagoa de sussurros e gemidos Não foi diferente quando ela me arrebatou Chegando sem ser esperada Desatinada... Frase de Moog Laet.

Um poema

Os sapos numa libidinagem teimosa
Enchiam a lagoa de sussurros e gemidos

Não foi diferente quando ela me arrebatou
Chegando sem ser esperada
Desatinada se atirando e me consumindo
Jogando seu amor aos montes sobre mim
Ela que chegou assim tão afoita
Fez de mim seu servo e eu amei
Mas de repente acordo e sinto
O quarto com o cheiro dela
A cama ainda com a marca do seu corpo nu
E em cima do criado mudo do meu lado da cama
Um bilhete escrito num papel branco
Com o batom que me beijou ontem a noite
Dizendo: Adeus, não ti esqueças de mim.

E como é que eu poderia
Deixar repentinamente de amar você
Depois de todo o arrebatamento
Que intrusa você usou para me fazer ti amar?

Inserida por Mlago