T. R. Corbi: Ao meu neto Tico: A vida vale a pena; a...

Ao meu neto
Tico:
A vida vale a pena; a vida sempre vale a pena. Vale a pena pois, se a maioria de nossos sonhos não se realizam, aqueles que se tornam realidade, compensam todas as nossas decepções. Eu sonhei muito, tive muitos sonhos mas, de todos estes sonhos, você foi o meu melhor sonho, você foi o sonho que se tornou realidade.
Muito, muito antes de você nascer, antes de sua mamãe e de seu papai nascerem, eu já sonhava com o neto que um dia eu iria ter... E, muitas vezes meu menino, era este sonho que me dava forças para continuar lutando pelos meus ideais, era por você que eu lutava, era por você que eu queria um mundo justo, um mundo de paz e um mundo de amor. Em cada criança que eu via, via também você, a cada criança que eu amava, também já estava te amando. <br>
E um dia você veio... Lindo, saudável, inteligente. A princípio não era bem o que eu esperava: você era tão pequeno, tão frágil e o vovô pensava que você já nasceria grande, que logo que você nascesse poderíamos correr e brincar, rolar na grama e comer chocolate escondido, logo antes do almoço. Mas tive de esperar, ansioso, que você crescesse um pouco para fazermos nossas artes. Sei que hoje eu sou para você um menino um pouco mais crescido, um menino que luta e rola com você pelo chão, que tem prazer em fazer e consertar seus brinquedos, um menino que se emociona quando você diz:
- Ba note vovô!
E nós vamos crescendo juntos... Hoje te ensino a pegar em um lápis e fazer seus lindos rabiscos que, com nossa imaginação podem tanto ser um sapo, um cavalo ou uma flor, amanhã, assim o queira Oxalá, você aprenderá a usar minhas ferramentas, a construir com suas mãos seus próprios brinquedos e depois, aprenderá a construir sua vida.
E você crescerá... Meu pequeno garoto se tornara um homem e terá, como eu os tive, seus ideais de justiça e paz e que, também como eu, lutará por eles. Mas eu ainda estarei acompanhando com orgulho seus passos na vida e, a cada passo que você der, eu me lembrarei de seus primeiros e vacilantes passinhos, os bracinhos estendidos confiando na proteção do vovô. E, onde quer que eu esteja, sempre estarei ao teu lado, te protegendo, te apoiando e sempre, sempre te amando.
E um dia eu terei que partir... Quando a vida enfim me levar, saberei que tive a ventura de ter um neto, que meu neto cresce e que também sonha com o neto que um dia terá. E verei que minha vida valeu a pena, que minhas dores, sofrimentos e desilusões, nada foram perto de seu sorriso e do teu amor.
Talvez você ainda seja uma criança, não entenda bem esta partida. Então a mamãe te mostrará uma estrelinha no céu e, a cada vez que olhar para ela, você dirá:
- Aquela estrelinha é meu vovô.
E eu receberei seu carinho e seu amor.
Talvez você já seja um homem e entenda das coisas da vida, então saberá que parti por já ter cumprido minha missão. Entenderá meus muitos erros e meus poucos acertos e entenderá também que tudo o que fiz em minha vida foi por Amor.
Então talvez você derrame uma lágrima... E, ao sentir esta lágrima rolando em teu rosto ou sua barba roçar minha face num beijo derradeiro de adeus, mesmo com meus olhos já velados, agradecerei à Vida pelo bem mais precioso que ela me deu: Ela me deu você! Com todo amor, seu avô.

1 compartilhamento
Inserida por tadeu_roberto_corbi