Luiz Eduardo C. P. Hidalgo: Cada dia que se passa, miinha alma se...

Cada dia que se passa, miinha alma se despedaça
Me sinto traído comigo mesmo.
Ideais?
Todos em trevas e culpa.
O dia em que me deixaram foi a razão pela a qual me tornei o que sou hoje, um ser desprezível e louco. Tento manter o passo firme, mas sempre me puxam para o escuro. Detesto tudo isso, o mundo é quebrado cheio de pessoas cruéis e ordinárias.
Será que pertenço a este mundo?
Por que sou tão diferente delas?
Só há uma resposta... EU NÃO PERTENÇO A ESTE MUNDO; MESMO QUE EU TENTE ME ENCAIXAR, VAI CONTRA MEU INSTINTO.
Não consigo encontrar o meu conforto e escondo a minha dor nas mangas.
Remédios?
Sim, muitos.
Detesto tudo isso e por quê tenho que suportar isso? Sou tão diferente assim?
Me perco nos meus pensamentos, perdi a minha insanidade e o medo da morte.
A morte é o único caminho que me dará paz... MAS EU QUERO VIVER AO MESMO TEMPO! QUERO MUDAR AS PESSOAS E ABRACA-LAS COM TODO O MEU AMOR! Me sinto confuso, estou em guerra com o mundo e comigo mesmo. Tenho sentimento de culpa por não ter me declarado para uma pessoa e ajuda-la, mas ela não está aqui agora... Ela encontrou a sua paz. Só queria ter uma família que me ame de verdade. É difícil encontrar uma pessoa que me ame, pois ela não existe. Não consigo mais me controlar, estou começando a surtar e perdendo as esperanças. Perdi chances por medo.
Meus conflitos internos estão começando a se chocar para fora, sentimentos e emoções contra a minha razão.
Tive que amadurecer e ser responsável muito cedo assim sendo praticamente um adulto. Dizem que sou sábio, mas "só sei que nada sei".
Poucos possuem argumentos contra mim, mas, mesmo assim tentam me derrubar... EU SOU INOCENTE! ISSO É UM CRIME?! NUNCA FIZ NADA DE MAL A NINGUÉM E ME TRATAM DESSE JEITO! Tenho grande gentileza e um grande coração, mas , ao mesmo tempo possuo a fúria e coragem de um Leão, e sou capaz de me queimar pelas pessoas que amo. Me chamam de arrogante e tentam roubar os meus méritos... VOU ME VANGLORIAR DE TUDO QUE CONQUISTEI SEM AJUDA DE NINGUÉM! Cada dia, uma nova facada; mas sou obrigado a ter que me recuperar, pois sei que ninguém irá me ajudar à trata-las. As cicatrizes, mesmo depois de tempos, ainda doem.

1 compartilhamento
Inserida por luiz_hidalgo