Luciano Caettano: [ DOENTE GOVERNAMENTAL ] Naqueles...

[ DOENTE GOVERNAMENTAL ] Naqueles recantos de pobreza, onde não se conhece a bonança, o prato vazio vive cheio de suculenta esperança. No lado oposto da luxúria... Frase de Luciano Caettano.

[ DOENTE GOVERNAMENTAL ]

Naqueles recantos de pobreza,
onde não se conhece a bonança,
o prato vazio vive cheio
de suculenta esperança.

No lado oposto da luxúria,
falta o pão de cada dia.
A paisagem retrata a penúria,
onde a morte espreita, desafia.

No decorativo fogão de lenha, panelas vazias.
Não restam nem migalhas doutro dia!
A fome tortura o estômago.
Os filhos choram, e a mãe ouve,
chora também a mãe em melancolia.

Os miseráveis comem o que a natureza dá,
o que a caridade fornece,
milhões passando fome,
enquanto o obeso governo adormece.

A falta de vontade política é farta!
É profunda a apatia direcional,
é difícil o exercício de fé numa ação contundente
do ente governamental.

1 compartilhamento
Inserida por belospoemas