Ray leite: O ENTARDECER ​ J​á é tarde, olho...

O ENTARDECER

J​á é tarde, olho no horizonte e vejo o Sol que, preguiçosamente se vai,
Vagarosamente se esconde por entre nuvens rubro/amareladas, as quais envolve seus últimos raios dourados.

Logo surge a noite, horas frias, sombrias... trazendo medo e pavor,
Ventos su​tis e gelados sopram devagar.

Sorte minha​... ​
enquanto lá fora uivam lobos esfomeados, e ouço gritos de pedidos de socorros,
Eu aqui... protegido no seio da minha armada.

Sinto o cheiro das rosas perfumadas que através das frestas de minha janela penetram em sigilos... enchem meu quarto de imenso fragor.

Vem a madrugada, espero ansioso pelo raiar de um novo amanhecer,
Os raios dourados que afugentam as trevas e dispersa o medo, revela os segredos que durante à noite enfeitaram meus sonhos.

Abro à janela e em vertes sorrisos, eu contemplo a brisa que suave desce em nosso jardim.
Vejo minha amada e seus olhos lindos ficam mais atraentes,
Contemplo às flores, e em cada uma eu vejo a minha amada a desabrochar sorrindo pra mim.


​autor: ray leite​

1 compartilhamento
Inserida por lima_leite_raimundo