Aline Eurich da Silva: Quando eu era pequena ansiava por quando...

Quando eu era pequena ansiava por quando íamos começar a escrever a caneta. É coisa de gente grande, a professora dizia. Quando finalmente pude escrever com ela... Frase de Aline Eurich da Silva.

Quando eu era pequena ansiava por quando íamos começar a escrever a caneta. É coisa de gente grande, a professora dizia. Quando finalmente pude escrever com ela, logo me desencantei. Todos vão ver que eu errei, reclamava e a professora explicava: É só passar um traço. Porém o erro continuava ali, não era como o lápis que se apagasse com delicadeza ninguém perceberia que você havia errado. Com a caneta era diferente, o que você escrevia se tornava permanente e quanto mais você tentava esconder seu erro mais aparecia, os equívocos acabavam ficando evidentes e a única solução era: arrancar a folha. Arrancar a página, recomeçar do zero e tentar não cometer os mesmos erros e suportar que se errasse o erro ia ficar ali sob um tracinho para todos verem. Assim é a vida, muitas vezes falhamos e esses erros ficam expostos para todos verem. Devemos fazer como a criança que aprende a escrever à caneta, arrancar a página é começar de novo.

1 compartilhamento