Shirley Morata: POEMA DA PROSPERIDADE. Dinheiro na mão...

POEMA DA PROSPERIDADE.

Dinheiro na mão é vendaval?
Dinheiro na mão é prisão?
Crenças que me limitaram
Agora eu não quero mais não

Quero a natureza a me rodear
Beija flor de peito azul
Garça branca, cheia de luz
Arara, mico leão
E um universo repleto de onça pintada

Quero nadar no fluxo de um rio
Que deságua no oceano
Nesse fluxo me deixar repousar
Rodeado por garoupas coloridas

E saber que com minha prosperidade
Acima de tudo
Fiz o bem também pra outras vidas.

By Shirley Morata

1 compartilhamento
Inserida por shirley_morata