Paulo Freire: Que é mesmo a minha neutralidade senão...

Que é mesmo a minha neutralidade senão a maneira cômoda, talvez, mas hipócrita, de esconder minha opção ou meu medo de acusar a injustiça? Lavar as mãos em face da opressão é reforçar o poder do opressor, é optar por ele.

1 compartilhamento
Inserida por pensador