Paula Manfredo: Eu sempre tive essa consciência, de que...

Eu sempre tive essa consciência, de que nada era para sempre, talvez até demais. Então já via todas as felicidades como efêmeras, com prazo e data de validade. ... Frase de Paula Manfredo.

Eu sempre tive essa consciência, de que nada era para sempre, talvez até demais. Então já via todas as felicidades como efêmeras, com prazo e data de validade.
Meus amores nunca deram certo, nunca acreditei em nenhum deles. Se estava feliz achava que não os merecia, se não eram plenamente perfeitos achava que não mereciam uma chance.
É difícil perceber e admitir que se jogou sempre tudo fora por medo, medo do que iria acontecer e que se fazia isso acreditando agir por sensatez, coragem e inteligência.

1 compartilhamento
Inserida por PaulaManfredo