JACQUES CALABIA L AGUIR: JACQUES CALABIA L AGUIR (JCLAGUIR) O...

JACQUES CALABIA L AGUIR (JCLAGUIR)


O céu parecia estar todo azul.
Senti no rosto um vento frio.
Percebi que o tempo estava mudando.
O céu que estava azul foi ficando cinzento.
Um pingo de chuva começou caindo no meu rosto.

Uma fina chuva estava começando.
O céu parecia azul.
Mas era uma visão de puro engano.
Pingos grossos espalhavam pelo chão.
A tempestade enfim na terra desabou.

E o vento forte e frio me gelou o rosto.
Fiquei de imediato todo molhado.
Parecia como um pato na lagoa.
E o céu ainda parecia azul.
Com as forças da natureza não se brinca.

E a chuva cai mais forte ainda.
O frio é forte e me lembra o polo norte.
Mas o céu parece azul.
Não sei porque não vejo nuvens de nimbo.
A chuva cai e molha cada planta.

O céu de fato parece azul.
O vento firo vai embora e cessa a chuva.
Nada de anormal na terra aconteceu.
Agora por inteiro o céu parece azul.
Surge a luz do sol brilhando no alto.

É imprevisível a natureza e o tempo.
Sob a luz do sol vejo as nuvens brancas.
Colorem o céu que me parece azul.
Estou feliz molhado após a chuva.
Vou agora para casa mudar de roupa.

De repente vejo a chuva ir parando.
O céu ainda me parece todo azul.
As ruas antes alagadas ficaram limpas.
Agora estou voltando para minha casa.
Vou tomar um banho quente e retirar a roupa molhada.


Nuvens brancas no céu mostram ele azul.
A luz do sol surge e vejo o arco íris.
Quem não gosta da chuva não sabe viver.
O vento frio foi junto com a chuva embora.
Estou debaixo do chuveiro sorrindo por inteiro.


//////////______________//////////______________//////////

BELO HORIZONTE, 02 DE JULHO DE 2017. MINAS GERAIS.

//////////______________//////////______________//////////

1 compartilhamento