Cizeran's: Cizerá As árvores são a razão pela...

Cizerá

As árvores são a razão pela existência humana, tais foram também a razão pela vida. O símbolo da humanidade está em pro desse bem natural comunitário pertencente a tudo e todos que o habitam.

Nos bosques os animais vagam pela existência em busca unicamente da sobrevivência, já as árvores não. Sempre imobilizadas e silenciosas, ao conforto do vento que colide com suas folhas e as convidam para uma dança elegante. Mas as árvores estão em busca de quê? Em busca de gás carbônico? A única ambição desse ser vivo seria também fadada à sobrevivência?

As guardiãs do exército neblinoso, as mães incubadores de seus filhos e filhas, vingadoras de suas transgressões e promovedoras de suas conquistas. O mundo sofre constante ameaça do subconsciente vassalo parasita, e suas mães vão ao combate, concebendo sabedoria através de seus sonhos. Em sua cólera triunfante, as árvores repelem suas máscaras e revelam seus esqueletos, suas armas mais poderosas capazes de por sua vítima rente ao chão de joelhos.

O cinza trazido pela neblina, o cinza em seus olhos, em sua pele e em sua mente é a existência pura clamando pelos sentimentos. Cizerá: a junção das árvores, do universo planando em conflito pela raça humana, aos devaneios do ser humano em busca da fuga real, do rompimento da mimese, o mais profundo que se deve alcançar no neutrismo humano, os corvos planando são parte de si, a poesia revela o que acontece no outro lado do leito materno, enquanto uma vida perde seu valor, você recebe o tilintar das lâminas cinza que proliferam o esquecimento.

1 compartilhamento
Inserida por Fracassado