Matheus Dimitru Scutasu: Tudo depende do quanto amamos o Senhor....

Tudo depende do quanto amamos o Senhor.
Quando crianças temos a oportunidade de termos o nosso caráter lapidado, somos ensinados e edificados em pilares que nem sempre são fundamentados na verdade. Somos induzidos e levados a acreditar em fatores extrínsecos, a amar ‘’coisas’’ que não deveríamos. Nosso amor e falho desde sempre, desde que o mundo é mundo. Se tudo vem de ti, e para ti volta. Porque com o amor seria diferente? O amor não é um sentimento comum, envolve almas, envolve arrepios, envolve Deus. Um sentimento tão puro, tão sublime, não pode ser experimentado de qualquer forma, degustado em qualquer recipiente, apreciado em qualquer ambiente, não existe morno ele está sempre quente. Falho, quando desviado do foco. Errante, quando corrompido por distrações. Causador de dores, quando não lapidado pelo Senhor. A criatura insiste em sobressair ao criador, deseja caminhar com as ‘’próprias pernas’’ e tomar suas próprias decisões fundamentadas nas suas falsas convicções e certezas errôneas. Se vão amores, sonhos, desejos, vontades, conquistas, sorrisos, lagrimas e os sonhos do criador, saímos do script, os atores querem ser diretores, figurantes querem estar no cartaz de lançamento, nos perdemos em nossas funções e bagunçamos o roteiro. E tudo tão simples, tudo tão lindo, emocionante até o instante onde as cortinas se fecham e a plateia aplaude de pé. Ah o amor, quem te sente deveria viver de Replay.

1 compartilhamento
Inserida por Scutasu