Fernando Ordani: Bem vindo ao vício. Esse jogo não...

Bem vindo ao vício.

Esse jogo não adianta, me cativa quando nada no vazio lá de fora, de um mundo que agoniza...interesse me desperta;
Esse jogo não atrasa vidas...é jogo com palavras, jogo de imaginação, primeira ou terceira pessoa, perspectiva de sucesso na tela!
Jogo de cartas marcadas, de danças de cadeiras em um lugar distante do aconchego de minha casa...
Jogo que se parece sério em suas vestimentas, suas personagens patéticas, sua falácia verborrágica, mas não passa de palhaçada, que não me interessa;
Esse jogo já me viciou, na primeira ou terceira pessoa...me esqueço sobre questões filosóficas, conflitos de identidade...assumo o controle e, tão logo, alguém com uma causa eu sou!
Jogo que vicia e livra dos males de outros vícios, jogo esquecido, injustamente lembrado para que seja repreendido...jogo que é cultura, que também conta história dos livros;
Se querem fazer da vida um jogo sem nexo...desconecto, desligo...
Em meu quarto, sem saudades da luz do sol ou do luar...das estrelas, solto em um mundo de perigos, saudades não sinto;
Hoje, na terceira pessoa já matei muita gente, já gastei muita munição...mas, sou suficientemente burro para em um país de corrompidos e corruptos, não me tornar bandido...
Inteligente o bastante para compreender que seja tão somente ficção;
Desligue e venha, sinta-se à vontade neste minha utopia, nesta redoma de doce ilusão...
Assuma o segundo controle, pois prioridade aqui sempre será minha...
Assuma de coadjuvante e cria teu heterônimo, em meu papel de astro anônimo...te concedo uma chance, em minha condição!
Coisa que um mundo de mentiras, desigualdades...mundo onde sonho se parece com ledo engano ou ilusão...
Jamais lhe conceda e lhe obrigue a sair com um sorriso, ainda que sempre lhe digam um não;
Aqui nada é quase, mundo aberto, campanha linear onde tudo é permitido e tudo se parece pleno...
Lá fora o mundo, em um mundo de gente que diz ser como a gente...
Nada gira em teu favor neste globo grande que é perigo, é veneno, mundo de pessoas comuns e tantos iguais, mundo pequeno...e real inimigo!

1 compartilhamento
Inserida por fernandoordani