Leandro M. Cortes: Poeminha do amor De todos os olhares, no...

Poeminha do amor De todos os olhares, no teu é onde Me encontro e me perco. Dentre todos os sorrisos é o teu Que me faz prisioneiro. De todos os meus pensamento... Frase de Leandro M. Cortes.

Poeminha do amor

De todos os olhares, no teu é onde
Me encontro e me perco.
Dentre todos os sorrisos é o teu
Que me faz prisioneiro.
De todos os meus pensamentos.
O que me foge é o que procuro.
O que me desobedece e se faz
Rebelde é o que me preocupa.
Não o culpo por tal ato. Tal delito.
Se é que amar-te é um pecado,
Que me prendam dia e noite
E me julguem a revelia, ante minha
Ausência, que me faz réu confesso
do meu amor por ti. Que me
Condenem a solidão eterna,
Pois, amar-te-ei mesmo sem
Teu consentimento. E quem é
Que manda no coração?

1 compartilhamento
Inserida por leandromacielcortes