Suely isabel berudi leal brian weiss: "Dizem que o amor é algo muito...

"Dizem que o amor é algo muito maior do que costumamos pensar que seja. Que ele é muito mais, e vai além do muito maior que podemos conceber. O amor como uma energia infinita, sem dimensões ou proporções, que tudo interliga e tudo permeia. Uma energia tão completa e total que pode ser encarada como a única coisa realmente existente, a única verdade que escapa de qualquer ilusão.

Para termos uma idéia mais exata do se trata essa energia, Brian Weiss escreveu Só O Amor É Real. Um livro que descreve o reencontro de almas gêmeas que durante vidas e vidas se buscaram para dar continuidade ao que vem fazendo desde sempre: amar. A história apresenta Elizabeth, uma mulher que resolve fazer terapia de regressão depois de alguns relacionamentos fracassados e por estar passando por crises de melancolia.

Assim ela conhece Brian Weiss, psiquiatra e escritor, autor e personagem do livro, que a recebe como paciente e pouco a pouco descobre no seu caso uma história capaz de atravessar incólume todos os ditames do tempo. “Para cada um de nós, existe alguma pessoa especial. Muitas vezes, existem duas, três ou mesmo quatro. Todas vêm de gerações diferentes. Atravessam oceanos de tempo e profundidades celestiais para estarem conosco novamente. Vêm do outro lado, do céu. Podem parecer diferentes, mas nosso coração as reconhece.”

Só O Amor É Real é um livro no mínimo especial. Brian Weiss numa atitude de pura humildade e reverência ao grande mistério valoriza a experiência com seus pacientes, tanto como forma de aprendizado e conhecimento, como também de descoberta e reconhecimento. Tal postura e atitude o levam a atrair e reunir pacientes realmente especiais. Entre eles, um rapaz chamado Pedro, que também se submete à terapia de regressão para buscar respostas para seus conflitos emocionais.

À medida que Pedro apresenta seu caso e relata sua vida, parece cada vez mais fazer parte de um mundo semelhante ao de Elizabeth. Apesar de Pedro e Elizabeth ainda não se conhecerem nesta vida, seus casos são curiosamente idênticos. Seus relatos são semelhantes, suas aflições e aspirações parecidas, o que leva o Dr. Weiss a cogitar que ambos são velhos conhecidos.

“Quando os dois se reconhecem, nenhum vulcão é capaz de explodir com força igual. A energia liberada é tremenda.” Elizabeth e Pedro, mesmo vivendo distantes um do outro, descrevem os mesmos fatos com riquíssima coincidência de detalhes e demonstram experimentar as mesmas emoções. Até esse momento ambos não sabem, mas logo vão perceber que se conhecem de muitas vidas anteriores.

E entre um relato e outro, as observações de Weiss vão nos guiando por essa viagem transcendental através da energia imensurável do amor. E entre uma observação e outra, Weiss nos apresenta ensinamentos valiosíssimos de autores e pensadores admiráveis, em forma de citações e pensamentos super iluminados. Só O Amor É Real apresenta a verdade por detrás da vida, de uma perspectiva mais justa e exata, sem apegos ao passado ou especulações sobre o futuro.

“Quando paramos de ruminar a respeito do que já aconteceu, quando paramos de preocupar-nos com o que talvez nunca aconteça, então estaremos vivendo o presente e começaremos a sentir a alegria de viver.” E assim o livro vai espalhando essa poderosa energia, desmistificando, removendo ilusões, dissolvendo obstáculos, e clareando o caminho, exaltando a liberdade, a entrega, o perdão e a compreensão.

Só O Amor É Real não é um livro qualquer, com historinhas de ficção para serem lidas como entretenimento, distração ou passatempo. Muito mais do que isso, é um resgate da sabedoria maior que integra tudo e todos, e que move e sustenta o grande espetáculo da existência. Porque, como o próprio livro ensina, nada está fora da abundância e resplandecência do amor.

“Tudo é amor... tudo é amor. Com o amor vem a compreensão e, com ela, a paciência. E então o tempo pára. E tudo é agora.”

1 compartilhamento
Inserida por berudi