Superlua: Eu não sei que formas tem seu rosto...

Eu não sei que formas tem seu rosto agora,
nem quantas linhas de expressão eu poderia contar
e nelas encontrar a maturidade onde repousaria minha segurança.
Eu não sei como é acariciar seus cabelos como eu gostaria,
sem me preocupar com o relógio urgindo um tempo que já se fora.
Nem ao menos sei que cheiro exala a sua pele, só imagino
que teria, junto à minha, um aroma de amor que
se desvaneceria ao encontro dos nossos olfatos,
alegrando nossos corações...
Sei que não tenho olhado dentro dos seus olhos todos os dias,
nem tenho dito "boa noite, meu amor", ou "eu queria tanto..."
Nem tenho falado as palavras bonitas que você merece ouvir,
ou aquelas que te arrancariam lindas risadas, pelas quais eu ficaria boba...
Quantas e quantas vezes almejei um dia ter beijado sua testa
e com esse simples beijo desejei que se sentisse beijado na alma?
Não, eu não sei como seria. E nem você. Certamente nunca saberemos.
Então, só me deixe quieta, cá em meus pensamentos,
porque neles o todo não vive sem a parte e tudo é possível,
inclusive eu e você.

www.espectroderosa.blogspot.com

1 compartilhamento
Inserida por superlua