LCF: Carta ao Próximo Herói Vila Nova de...

Carta ao Próximo Herói

Vila Nova de Gaia, fevereiro de 2015

Caro senhor ainda desconhecido,
Estamos num ano novo, isto é, todos o dizem. Mas já sentiu alguma diferença? Aliás, sentiu diferenças em alguma época comemorativa? Do género, Natal, festa de passagem de ano, Carnaval…
O mundo é monótono, não? A alegria de viver, onde é que ela anda, essa beleza… Talvez perdida, nas entranhas de um deserto longínquo. Só que se pensar bem, é ridículo! Os chamados de terroristas têm-na tão perto e nem se dão ao trabalho de experimentar um método para a alcançar ou sequer de a conhecer. Contudo, são eles que quebram a tal monotonia: as balas que saem das armas caraterizam a sua personalidade, o fogo é alma gémea deles. Tanta se torna a fome com a pobreza, principalmente a de espírito. É impensável a existência de tanta maldade num único corpo. Mais parece não terem vontade própria e serem liderados por um demónio… Não serão?
Reconheço que ainda não referi, de uma forma concreta, o objetivo desta carta. Pois bem, apenas digo que quem tiver a sorte de a encontrar, por favor, é necessária toda a ajuda possível para mudar este mundo injusto. O Universo já existia sem nós, as pessoas chegaram e destruíram tudo. Apelo aos seus sentimentos, caro leitor. Seja o autor de um verdadeiro ato humanista.

Com os melhores cumprimentos,
LCF

1 compartilhamento
Inserida por LCF-Poesia