Ana Paula Silva - Moc: Reaprender a desejar Estou com vontade...

Reaprender a desejar

Estou com vontade de escrever, mas hoje não consigo me fixar no que dizer. Minha cabeça parece não caber tantos questionamentos. Quanto mais eu leio, em busca de respostas, mais questionamentos surgem. E com isso o tempo vai passando, sinto a cada dia se esgotando meu tempo de aprender, sinto a cada dia mais distante das respostas “certas”.
Então resolvi escrever sobre um dos meus questionamentos, “o desejo”. Tudo que acreditamos, vai se concretizando em nosso caminho. Por isso devemos cuidar e buscar o bem. Temos que ter muito cuidado com o que desejamos, tudo gira em torno dos nossos desejos, quem nunca ouviu a frase “Deseje com todas as suas forças e seu sonho se realizará.”? Isso é verdade, se pararmos pra pensar no que já vivemos, teremos provas concretas disso.
Quando somos jovens, temos muitos desejos, a vida flui mais suavemente, nossos desejos vão se realizando um a um, passo a passo e vamos vivendo as alegrias e as tristezas de cada realização. Sim, tristezas, porque quando desejamos só vemos o lado bom das coisas, não medimos, não calculamos os sentimentos envolvidos naqueles desejos. É quando nos vemos, algumas vezes, frustrados em determinados pontos daquela realização.
E com isso, acabamos nos podando em nossos desejos, controlando nossos desejos. Sempre ouvimos que com o passar dos anos vamos ficando mais experientes, mais sábios, mais assertivos. Mas, o que percebo com minha experiência é que vamos nos afastando de nossos desejos. Com o passar dos anos, vamos ficando com medo de “desejar”. Todos os nossos desejos podem se tornar realidade, e às vezes, não lidamos bem com o desejo no plano da realidade. A realidade tem consequências que podem ser boas ou não, podem gerar sorrisos, lágrimas ou ambos, juntos em um mesmo sentimento de felicidade e dor. Nossa experiência vai nos trazendo para mais próximo da realidade, e podemos vislumbrar o futuro de um simples desejo e isso nos causa medo, uma vez que o bem e o mal se confundem em nossos pensamentos.
Em determinado momento, percebemos que não devemos deixar nossa experiência invadir o campo dos “desejos”. Faz falta sentirmos o coração e a mente unidos num só desejo, livres de qualquer medida, controle ou avaliações. Desejar somente, sem conhecer consequências. Quem sabe a mesma experiência me leve a reaprender a desejar?
Ana Paula Silva
Autora do Livro: Me Apaixonei Por Um Poeta
https://www.clubedeautores.com.br/book/187032--Me_apaixonei_por_um_poeta#.VYbVT_lViko

1 compartilhamento
Inserida por AnaPaulaSilvaMoc