Radmva: Essa história diferente da outra...

Essa história diferente da outra também já começa diferente. Nesta, a Rosa vem primeiro até no título...
Vamos lá...
Em um jardim vivia uma linda Rosa, junto com ela outras flores se orgulhavam de te-la por perto porque todos que passavam por ali elogiavam a beleza do jardim. A Rosa enfeitava o jardim de tal forma que ninguėm percebia que a beleza e o perfume do local somente vinham dela.
Um dia ela se dá conta que embora junto com outras flores, somente ela enfeitava o jardim e produzia o perfume que encantava os que passavam pelo local. As outras flores somente se aproveitavam das qualidades dessa Rosa, em nada contribuíam para a beleza do jardim e também não produziam nenhum perfume.
Em um dia ensolarado, um Sapo aparece neste jardim, se encanta com a beleza da linda Rosa e diz:
-Como você é linda!!!
Ela sorri e o Sapo se apaixona perdidamente por ela.
Sabendo que um Sapo sempre será um Sapo e uma Rosa sempre será uma Rosa, o Sapo faz de tudo para conquistar o coração dela que corresponde aos galanteios do anfibio.
Ele cuida da Rosa, espanta os bichos, traz agua, remédios, alimenta, ora por ela e até ensina a ela uma bela oração que a Rosa não orava já a muito tempo. Todo dia ele a trata com um carinho sem igual. Com um amor grande e puro no coração, o Sapo incentiva a Rosa a crescer e cuidando dela como cuidava, a Rosa vai se tornando cada dia mais bonita, passa a produzir mais perfume e chamar ainda mais a atenção dos visitantes.
Isto faz com que as flores que ali habitavam sentissem mais valorizadas e ainda mais felizes, porque a beleza da Rosa as enfeitava ainda mais e seu perfume cobria todo o jardim.
Depois de um tempo, em uma manhã, a Rosa sufocada e triste como sempre por causa das outras flores chorava em um canto.
O Sapo pergunta para seu amor se ela queria ficar com ele para sempre e viverem os dois em um outro jardim que ele conhecia que se chamava Jardim da Felicidade. Ele jura que sempre cuidará da Rosa e promete faze-la sorrir todos os dias.
Ela aceita o convite.
As outras flores esbravejam e choram pela perda, mas se esquecem que nunca fizeram nada para cuidar da beleza do jardim.
A Rosa caminha de mãos dadas com o Sapo que está todo feliz.
Alguns passos adiante a Rosa ouve o choro e os esbravejamentos vindo do jardim deixado por ela. Ela para e diz ao Sapo que não poderá seguir, porque não seria feliz com ele deixando as outras flores para traz.
Quando as outras flores veem a Rosa voltando para o mesmo lugar de sempre fazem uma grande festa e mesmo percebendo tristeza no coração da Rosa a festa vai até altas horas, porquê as flores continuariam com a beleza e o perfume da Rosa.
O Sapo então vai embora sozinho e triste, mas assim mesmo todas as manhãs ele aparece no jardim para cuidar do seu amor. Porquê o amor que o Sapo sente pela Rosa é maior que tudo.
O Sapo tem pela Rosa um sentimento chamado Amor Infinito, que só aumenta a sua intensidade e jamais se perderá, mesmo que a Rosa jamais vá junto com o Sapo para o Jardim da Felicidade. Por ela, ele entregaria sua própria vida apenas para ve-la feliz.

1 compartilhamento
Inserida por radmva