Baruch Spinoza: Pare de ficar lendo supostas escrituras...

Pare de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não pode me ver num amanhecer, numa paisagem, no olhar dos teus amigos, nos olhos do teu filhinho... não me encontrará em nenhum livro! Confie em mim e deixe de me pedir. Pare de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. A única coisa que te peço é que preste atenção à tua vida, esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é a única que há aqui e agora! E a única que você precisa. EU te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Para de ter tanto medo de mim... eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz... EU te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio... como posso te culpar se você responde ao que EU coloquei em você? Como posso te castigar por ser como você é... que tipo de Deus pode fazer isso? Esqueça qualquer tipo de mandamento, lei, são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em você. Respeite o teu próximo... EU te fiz absolutamente livre.___DEUS - De Spinosa
*Essas palavras foram ditas em pleno Século XVII por

1 compartilhamento
Inserida por Vargas