Tinga Fanheiro: INSÓNIA Durmo e não durmo desfile de...

INSÓNIA Durmo e não durmo desfile de ventos obscenos, vozes desesperadas incomodam o termómetro do meu sono nocturno Traiçoeira…, traiçoeiro cochilo busca a vai... Frase de Tinga Fanheiro.

INSÓNIA


Durmo e não durmo
desfile de ventos obscenos,
vozes desesperadas incomodam o termómetro do meu sono nocturno

Traiçoeira…,
traiçoeiro cochilo busca a vaidade
entre Janeiro e Dezembro, as escuras da vida


Nascem convívios similares ao dos Homens,
espírito vagabundo
vagueando as trincheiras da noite
bêbado até ao disparo injusto do sol.

1 compartilhamento
Inserida por TingaFanheiro07