Carta de Amor Escrevo para ti esta... Sabrina Niehues

Carta de Amor

Escrevo para ti esta carta. Escrevo para te dizer o quanto eu te amo. E, antes de tudo, quero te dizer o que significa amar, do meu ponto de vista. Eu não sei exatamente o que é o amor e, sinceramente, odeio descrevê-lo. Prefiro demonstrá-lo. Devo te dizer que eu sinto uma certa dor física quando penso em ti, ou quando sinto tua falta, ou quando fico imaginando nós dois juntos. E nesses instantes eu não consigo dizer se me sinto realmente feliz ou infeliz. Às vezes penso que o que sinto por ti são as duas coisas ao mesmo tempo. Mas isso ocorre apenas pelo fato de que tu não sente por mim o mesmo que sinto por ti. É por isso que minh'alma quebra ao pensar em ti. Mas ela também se alegra pelo fato de que tu é o que a alimenta. E eu sei que se um belo dia tu me amasse, eu poderia me sentir completamente feliz. De qualquer forma, sou grata por ter te conhecido. Sou grata pelas palavras bonitas e sorrisos ainda mais bonitos que me direcionou. Mesmo que até algumas palavras tuas ditas tenham me ferido e me ferem até hoje. Mas creio que tudo que me dissestes teve um por quê. Então creio que foi mérito meu. Tanto as boas, quantos as ruins. Apenas quero que saibas que eu te levarei comigo por todos os dias de minha vida. Saibas que eu te desejo toda a felicidade do mundo. Quero que sejas feliz com a companheira que escolheres. Que sejas feliz seja com quem for, aonde for e como for. E mesmo que tu não me ames, mesmo que ames outra, eu ainda hei de desejar tua alegria. Sempre tua felicidade antes da minha. E não pense que eu serei feliz na tua ausência. Não pense que outrem há de me trazer essa felicidade, pois tu és o único ser capaz de fazer-me feliz. Devo dizer que tenho total consciência de que minhas palavras e sentimentos não te servem de muita coisa. Mas tudo bem, desde que tu tenhas tirado um tempinho para me ler... E eu sei que tu jamais há de me amar. E eu sei que viverei à lamentar tudo isso... Fora a alegria que é poder te ver. A alegria que é poder te ver rindo, sorrindo, jogando... Ah, jogando futebol... Adoro te ver correndo atrás da bola. Ver teus cabelos negros esvoaçarem na leve brisa de verão. Teu belo corpo moreno e sarado a brilhar ao sol. Eu queria poder te dar um abraço. Um abraço de verdade, em que tu possa sentir a minha energia em ti. Em que eu possa te sentir. Em que tu possa sentir que meu sentimento por ti é sincero e será duradouro. Eu só queria viver para sempre nessa pequena cidade, casar-me contigo, quem saber ter um ou dois filhos e envelhecer ao teu lado. Viver tranquilamente numa cidade tranquila, com um amor tranquilo, fiel e companheiro. Eu só queria que tu soubesses que eu te amo. Do meu jeito desajeitado, mas amo.